Policial

Assaltante rondonense que sofreu acidente durante fuga da polícia continua internado em Toledo

Divulgação/BPFron

Juliano Verepkowski, de 19 anos, morador de Marechal Cândido Rondon, continua internado em estado de coma, na UTI do Hospital Bom Jesus de Toledo.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Verepkowski é integrante de uma quadrilha formada pelo rondonense Rafael Gewehr de Aguiar, de 21 anos, e o toledano Valdemar Ulrich de Oliveira, responsáveis por assaltos registrados em Marechal Rondon.

O trio é acusado de pelo menos três roubos praticados no município. Um deles aconteceu no dia 06 do mês passado, quando na rua Paraná, uma família foi assaltada e perdeu uma camionete Amarok, prata, placas AYI-1133.

A segunda ação da qual o bando é acusada foi registrada no dia 09 de abril, na rua Pará, no Bairro Natasha, de onde foi roubada uma Toyota Hillux, preta, placas KVY-2212.

A terceira ação praticada pela quadrilha, resultou com a prisão de dois deles, depois que a camionete roubada capotou durante fuga da polícia.

O assalto aconteceu no dia 16 de abril, na rua Minas Gerais, quando marginais fizeram uma família refém e roubaram a Toyota Hillux, preta, placas AXG-5151.

As vítimas foram deixadas no interior de Mercedes e ficaram sob vigia do bandido Valdemar Ulrich de Oliveira, enquanto os outros criminosos Juliano Verepkowski e Rafael Gewehr de Aguiar, seguiram com a Hillux roubada sentido a Guaíra.

A polícia foi informada sobre a ocorrência e passou a perseguir o veículo roubado pela BR-163 e, na entrada da Guaíra, a camionete ficou desgovernada e capotou, tendo os dois rondonenses resultado com ferimentos. Ambos foram encaminhados à UPA 24 Horas, de onde foram transferidos para Toledo.

 

Feridos

Gewehr resultou com fratura de perna, foi paciente de cirurgia e recebeu alta no final de semana, sendo entregue diretamente na Delegacia de Polícia de Marechal Rondon.

Verepkowski resultou com ferimentos mais graves, incluindo traumatismo craniano, e permanece internado em estado de coma na UTI do Hospital Bom Jesus de Toledo, sob escolta policial.

 

Prisão

Já o terceiro elemento da quadrilha, Valdemar Ulrich de Oliveira, foi preso na semana passada em Toledo e também se encontra no cadeião rondonense.

O delegado de Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon, Diego Valim, indiciou os três envolvidos por roubo agravado e associação criminosa. O inquérito policial foi concluído e entregue ao Poder Judiciário, estando todos os envolvidos à] disposição da Justiça.

Com exceção da caminhonete Hillux que se envolveu no acidente próximo a Guaíra, os demais veículos roubados pela quadrilha ainda não foram localizados.

TOPO