Ford/Abradif/Rodovel
Policial Vaso arremessado

Casal confessa fatos que culminaram com a morte do filho de nove meses em Toledo

 

Continua repercutindo na região Oeste do Paraná, especialmente no município de Toledo, o caso de uma briga de casal que culminou com lesão corporal e posterior de morte do filho de nove meses de idade.

A morte, inicialmente tratada como acidente, teve outro desfecho.

Na terça-feira (14), a Polícia Civil de Toledo prendeu os pais do menino sob a acusação de lesão corporal seguida de morte da criança, ocorrida no mês passado. O fato aconteceu no dia 04 de abril, mas inicialmente a família falou que a criança caiu da cadeira de alimentação e bateu com violência contra o chão.

A criança foi socorrida, mas morreu no dia 10 de abril, em um leito de UTI do Hospital Universitário, em Cascavel.

As investigações policiais apontaram que a história não foi como a contada pelo casal.

A Polícia Civil estava em investigações preliminares e diante da incompatibilidade da lesão apontada pelo IML, relatos de testemunhas e resultado da perícia criminal chegou à elucidação do caso.

As autoridades policiais pediram à Justiça a prisão dos acusados e inicialmente faria a reconstituição dos fatos separadamente, mas não foi necessário, pois o casal teria confessado os fatos após a prisão.

O pai teria arremessou um vaso de cerâmica contra a mãe, que estava perto do bebê, e este teria atingido a cabeça da criança. Em vista disso, o bebê teria tido traumatismo cranioencefálico, tendo perda de massa encefálica.

O pai tem 23 anos e a mãe 20. O casal não tem antecedentes criminais e está à disposição da Justiça.

O pai vai responder por lesão corporal seguida de morte, enquanto o indiciamento da mãe ainda deve ser definido.

 

Com Rádio Difusora

TOPO