Policial Investigação

Delegado diz que jovem incendiada em Mercedes pode ter sido executada

(Foto: Arquivo/OP)

A jovem Dayana Eliane Ferreira, de 24 anos, morreu na noite de segunda-feira (09) no momento em que era transferida por um avião da Secretaria de Estado da Saúde ao Hospital Evangélico, no município de Curitiba.

Ela estava internada desde a noite do último sábado (07), no Hospital Bom Jesus, em Toledo, após ter sido vítima de um incêndio em uma residência na cidade de Mercedes, e morreu no trajeto à Capital.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

Outra vítima do crime foi o namorado de Dayana, Jones Magagnin, que resultou com queimadura de segundo e terceiro graus em cerca de 20% do corpo e está internado no Hospital de Queimados de Londrina.

Tudo indica que o incêndio residencial que provocou ferimentos graves no casal de namorados tenha sido um ato criminoso.

O delegado da Polícia Civil em Marechal Cândido Rondon, Rodrigo Baptista, destaca que a equipe investiga a ocorrência que é interpretada como dupla tentativa de homicídio. “O combustível foi jogado em cima da vítima que foi a óbito. Estamos ouvindo pessoas e familiares para encerrar o inquérito apontando os acusados. Também encontramos boletins de ocorrência citando a vítima fatal em situações como Maria da Penha e outras”, revela Baptista.

 

Com Rádio Difusora

TOPO