Copagril – Compras no Site
Policial

Mulher teria matado a própria irmã e sobrinho

Personagens voluntários fizeram o papel de Ari, Cristina e seu filho Daniel. Foto: Aílton Santos

O pedido do Minist eacute;rio P uacute;blico de Cascavel para simular a reconstitui ccedil; atilde;o de um crime ocorrido no dia 06 de dezembro do ano passado, no Bairro Santa Felicidade, em Cascavel, foi realizado na manh atilde; de ontem (02). As v iacute;timas Cristina Maxcimovicz Gauer, 38 anos, e o filho Daniel Gauer, 13 anos, foram encontradas por familiares mortos em um banheiro da resid ecirc;ncia, dois dias depois do crime. A princ iacute;pio a hip oacute;tese era de que Cristina havia assassinado o filho e em seguida cometido suic iacute;dio por envenenamento, devido ao estado em que os corpos estavam. Mas, durante a necropsia, foram encontrados proj eacute;teis de calibre 22 na nuca das v iacute;timas e no rosto de Cristina. A partir deste momento o caso teve reviravolta.
Logo a pol iacute;cia apontou como mandante do crime a irm atilde; de Cristina, Erondina Maxcimovicz, 46 anos. O acusado de ser o autor do crime confessou em detalhes a execu ccedil; atilde;o e disse que foi a mando da irm atilde;, que queria ficar com os bens da v iacute;tima. Ele iria receber R$ 5 mil. Entretanto, na manh atilde; de ontem, Ari Martins do Nascimento mudou sua vers atilde;o e disse que apenas emprestou a arma a Erondina. Ela eacute; quem teria assassinado a pr oacute;pria irm atilde; e o sobrinho.
Questionado pelos policiais como ele sabia de tantos detalhes do crime, no dia em que foi preso, ele gaguejou e contou que viu pela televis atilde;o. Entretanto, as reportagens na imprensa retratando o crime foram veiculadas no dia seguinte a sua confiss atilde;o.

Instru ccedil; atilde;o
Para o delegado do Setor de Homic iacute;dios, Ademair Braga Junior, a reprodu ccedil; atilde;o simulada do crime vai instruir os autos do julgamento, facilitando assim o trabalho dos jurados, caso os acusados sejam submetidos a j uacute;ri popular. ldquo;A vers atilde;o apresentada ontem pelo acusado Ari n atilde;o altera os fatos, uma vez que Ari especificou em detalhes como tudo ocorreu, incriminando ele e a irm atilde; da v iacute;tima rdquo;, disse.
Ari foi levado ao local do crime sob forte escolta policial, entretanto n atilde;o participou da reprodu ccedil; atilde;o.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR
TOPO