Copagril
Policial

Novo delegado assume com desafios em Terra Roxa

Divulgação
Richard Alain Lolli em visita ao prefeito Ivan Reis acompanhado do comandante da Polícia Militar de Terra Roxa, sargento Sidney Alegre, e do comandante da Polícia Militar de Palotina, tenente Anderson Luis Aparecido

A notícia da vinda do novo delegado para Terra Roxa é comemorada pela população municipal, que ficou seis meses sem delegado na comarca. Richard Alain Lolli assumiu o cargo e já atua nas ações contra o crime. Ele fez recente visita ao prefeito Ivan Reis, acompanhado do comandante da Polícia Militar de Terra Roxa, sargento Sidney Alegre, e do comandante da Polícia Militar de Palotina, tenente Anderson Luis Aparecido.

Eliminar o contrabando, o descaminho, acabar com sequestros recentes e especialmente dar fim à violência doméstica são os principais desafios de Lolli. Ele chegou a Terra Roxa no último dia 03 e já se inteirou das ocorrências mais frequentes na região.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Em entrevista exclusiva à reportagem de O Presente, ele falou da boa expectativa em administrar a Delegacia de Polícia Civil de Terra Roxa. “O primeiro passo já foi dado. Já estou inteirado sobre as adversidades e ocorrências típicas da região. Espero também dar andamento aos inquéritos já instaurados”, destacou.

De acordo com o delegado, a maior incidência de crimes acontece dentro de casa. “São crimes de violência doméstica. A popular Maria da Penha, que é comum em pequenas cidades”, explica Lolli, que tem vasta experiência no setor de segurança pública.

Outros crimes mais graves, como sequestros que têm acontecido esporadicamente nos últimos meses, também preocupa a autoridade policial. “Geralmente esses bandidos invadem as casas para roubar caminhonetes e levar ao Paraguai”, expõe.

Para desempenhar um bom trabalho, o delegado entende que é preciso uma boa sintonia com as demais lideranças policiais e judiciárias. “Já fiz contatos amistosos com a Polícia Militar, a Promotoria Pública e até mesmo com a municipalidade, que não atua de forma direta, mas que tem papel fundamental na segurança com a realização de ações sociais. Onde há investimento em ação social, a criminalidade diminui”, ressalta.

(Leia a matéria completa na edição impressa do Jornal O Presente)

TOPO