Copagril
Policial Investigação

Polícia ouve família de jovem morto após perseguição policial em Toledo

Investigadores querem saber se há relação entre o crime e o ônibus do transporte coletivo incendiado no mesmo dia; família nega (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil ouviu nesta sexta-feira (24) o irmão do jovem, de 18 anos, morto após uma perseguição policial em Toledo na madrugada de segunda-feira (20).

Os investigadores querem saber se há alguma relação entre o crime e o ataque a um ônibus do transporte coletivo próximo de onde o jovem morava, menos de 24 horas depois que ele foi morto.

A família nega a ligação entre os dois crimes.

Segundo o delegado Wilson Campagner, o irmão do jovem não é suspeito, mas foi ouvido por conta de uma possível relação com um dos suspeitos de ter praticado o ataque.

O delegado não quis dar detalhes do depoimento, mas adiantou que com a análise de imagens de câmeras de monitoramento foi possível identificar o autor.

O inquérito policial militar, que corre paralelamente às investigações da Polícia Civil, foi aberto pela Polícia Militar na quinta-feira (23).

Segundo o comando em Toledo, as armas dos policiais que participaram da perseguição foram recolhidas para perícia. Os agentes da Rotam passaram por uma avaliação psicológica e continuam trabalhando.

O prazo para a conclusão do inquérito militar é de 60 dias.

 

Com G1 PR e RPC Foz do Iguaçu 

TOPO