Copagril – Sou agro com orgulho
Policial Foragido desde 2018

Sequestrador do irmão de Zezé Di Camargo é um dos mortos em confronto no Paraná

(Foto: Divulgação)

Condenado a 108 anos de prisão por vários crimes, entres eles o sequestro do cantor gospel Wellington Camargo, irmão da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, um suspeito foi identificado como um dos mortos no confronto em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), na noite de sexta-feira (08).

Cinco suspeitos foram mortos em dois confrontos com policiais das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Naquele momento, a polícia afirmava que toda quadrilha seria de São Paulo e veio para a região de Curitiba com o objetivo de assaltar um empresário. Não havia a identificação dos suspeitos mortos.

Casa do Eletricista – Temporizador Jardim

Wellington Camargo foi sequestrado no do dia 16 de dezembro de 1998, em casa, no Jardim Europa, em Goiânia, Goiás, por quatro homens armados, e foi resgatado no dia 21 de março de 1999.

O acusado de envolvimento no sequestro e que foi morto na última sexta-feira estava foragido desde 2018. Ele estava entre entre os 28 detentos que da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP). Durante a fuga, criminosos fortemente armados explodiram um muro da penitenciária e resgataram os detentos.

 

CONFRONTOS

Na noite de sexta-feira, o primeiro confronto aconteceu no cruzamento da Rua Mariano Skakuy com a Rua Valdemiro Valaski, no Bairro Guatupê. Ali, segundo a PM, dois suspeitos em um Peugeot preto tentaram fugir da abordagem e revidaram. Os dois homens, de 32 e 50 anos, morreram no local, incluindo o sequestrador do cantor gospel.

O segundo confronto aconteceu a cerca de cinco quilômetros do primeiro, no cruzamento das ruas Elvira Schaffer da Rocha com Hélio Tomás. Nesta segunda situação, três suspeitos, na faixa dos 25 anos, também revidaram ao serem a bordados em outro Peugeot preto. Dois morreram no local e o terceiro ainda conseguiu correr, mesmo ferido, mas tombou morto no final da rua, informou a PM.

 

RELEMBRE O CASO

O sequestro de Wellington Camargo durou mais de três meses. Ele foi levado por homens armados de dentro de sua casa em 16 de dezembro de 1998. Na madrugada do dia 13 de março de 1999, Wellington Camargo teve parte da orelha cortada e enviada para uma emissora de TV. Na época, exames confirmaram que a orelha era do músico.

Os criminosos pediram inicialmente US$ 5 milhões de resgate, mas reduziram para US$ 300 mil. O valor foi pago em 20 de março. No dia seguinte, Wellington foi deixado pelos sequestradores dentro de um buraco, a 150 metros de uma estrada, entre Goiânia e Guapó, na Região Metropolitana.

Três dias após o pagamento do resgate, no dia 23 de março de 1999, sete dos acusados de sequestrar Wellington Camargo foram presos em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, entre eles o suspeito morto no confronto policial de sexta-feira. Os outros três integrantes da quadrilha foram presos alguns dias depois.

 

Com Banda B

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO