Ecoville – Maior rede de limpeza
Política Foz do Iguaçu

MP investiga vereadora que apresentou atestado, mas apareceu no Rock In Rio

Foto: Reprodução/Facebook

Causou grande repercussão a conduta duvidosa da vereadora Nanci Rafagnin Andreola que apresentou atestado de ausência em sessões da Câmara, mas apareceu no Rock In Rio. Um pedido de providências foi protocolado no Ministério Público para que o fato seja investigado.

Havendo comprovação da suspeita de má fé ou fraude, a vereadora poderá sofrer processo de cassação do mandato, além de condenação por improbidade e ainda ser processada criminalmente.

Casa do eletricista PRESSURIZADORES

Conforme o Tribuna publicou na edição 227, a vereadora alegou doença, faltou em sessões, mas apareceu no Rock In Rio, conforme documentos publicados na matéria. Vale lembrar que o assunto veio à tona depois que o jornal publicou que Nanci é a campeã em faltas no ano de 2017.

Indignada com a divulgação do levantamento feito pelo Tribuna no Portal da Transparência, Nanci fez pronunciamento na Câmara, alegando justificar todas as faltas registradas ano passado. O jornal então iniciou uma verificação e com documentos chegou a fortes indícios de fraude, uso de má fé ou falta de decoro em ao menos uma das justificativas de ausência da vereadora.

No dia 21 de setembro do ano passado teve uma sessão ordinária e uma sessão extraordinária. Nanci não compareceu. Apresentou um atestado assinado por médico do Hospital Angelina Caron, de Campina Grande do Sul (PR). O CID (Código Internacional de Doenças), constante no documento é o S-800. Isso significa, dentre outros, contusão no joelho.

Por esse motivo, Nanci não compareceu as sessões e apresentou o atestado como justificativa. Entretanto, na mesma data, a vereadora aparece no Rockin In Rio, acompanhada de outras pessoas, possivelmente amigas e familiares. Ela mesma postou as fotos no facebook. Nanci aparece com pose até ao lado de artista global.

Diante da situação, as autoridades investigam tal situação, que caso as suspeitas se confirmem, será mais um escândalo no legislativo iguaçuense.

 

Com informações Tribuna Popular

TOPO