Copagril
Variedades

14 ferramentas úteis, mas pouco conhecidas do Google

Embora se mantenha alinhado à missão geral de “organizar toda a informação do mundo e torná-la universalmente acessível e útil”, o Google tem aperfeiçoado e diversificado a forma como atua. Hoje, a multinacional oferece uma ampla gama de serviços e soluções práticas que a distanciam do início exclusivo como buscador web – criando um canivete suíço virtual bastante presente na vida de muita gente.

Com os acréscimos constantes (e às vezes bastante específicos), entretanto, é justificável que parte dos usuários simplesmente perca de vista os recursos do buscador, desconhecendo funcionalidades que podem economizar tempo e aprimorar os resultados encontrados, além de oferecer opções de organização gratuitas. Vai-se aí do acréscimo de símbolos-chaves para refinamento de busca à conversão de moedas, mais um sem-número de combinações entre recursos.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Acompanhe a lista abaixo e confira quais dessas funções do Google você ainda não conhecia.

1. Busca em sites específicos

O operador “site:” pode ser bastante útil para encontrar termos ou frases dentro de domínios específicos da internet. Para utilizá-lo, basta utilizar o referido segmento juntamente com o site (sem espaços) em que se quer buscar, além dos termos buscados – que podem aparecer antes ou depois do operador.

Ex: site:gazetadopovo.com.br big data

Essa busca retornará apenas resultados que contenham “big data” no site da Gazeta do Povo.

2. Excluir termos dos resultados

Filtrar resultados relevantes entre dezenas de milhares de sites pode ser desafiador. Excluir termos que não interessam certamente ajuda. Utilizando o sinal aritmético da subtração (-), é possível dizer ao Google para listar apenas resultados que não contenham determinada(s) palavra (s).

Ex: carros usados -Volkswagen

3. Incluir termos nos resultados

Análoga à função anterior, utilizar o sinal aritmético da soma (+) indica ao Google que os termos listados devem necessariamente aparecer entre os resultados.

Ex: carros usados +Volkswagen

4. Busca por frases exatas

Além de “obrigar” o Google a incluir termos com o sinal “+”, também é possível fazer o buscador encontrar sentenças específicas – ou, em sentido mais amplo, ordens específicas de termos. Para tanto, basta colocar toda a sentença dentro de aspas simples ou aspas duplas.

Ex: “Minha terra tem palmeiras, onde canta o sabiá”

Muito útil, entre outras coisas, para encontrar autores de frases famosas ou descobrir o nome de uma música pela letra.

5. Frases com termos desconhecidos

 

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/11/Economia/Imagens/Cortadas/Google pesquisa-ID000002-1200x800@GP-Web.png

 

Nas buscas do Google, o asterisco funciona como uma espécie de termo curinga. Para o caso da letra de uma música, por exemplo, é possível buscar trechos utilizando apenas algumas palavras conhecidas – completando as posições que seriam ocupadas pelas demais com “*”.

 

Ex: Minha terra tem *, onde canta o sabiá

No exemplo acima, o Google procurará por variações da frase que contenham quaisquer termos no lugar do asterisco.

6. Resultados em PDF, DOC, XLS etc.

O operador “filetype:” (“tipo de arquivo”, em inglês) faz com que o Google busque os termos listados apenas em formatos de arquivo específicos. É possível elencar resultados em PDF, DOC (Word), XLS (Excel), PPT (Power Point) etc. Basta juntar ao referido operador o nome da extensão de arquivo buscada.

Ex: lei dos rendimentos decrescentes filetype:pdf

 

 

 

7. Buscas em redes sociais

Embora não seja propriamente uma função do Google, incluir o símbolo “@” (arroba) antes de um termo fará a pesquisa retornar (predominantemente) resultados encontrados em redes sociais – Twitter, Instagram etc.

Ex: @deepmind

Você também pode procurar por hashtags acrescentando o sinal # antes do termo.

Ex: #desafiodobaldedegelo

8. Incidência de termos em livros

O mecanismo de busca Google Ngram Viewer traz uma funcionalidade específica e curiosa. Basicamente, o serviço varre toda a extensa bibliografia de livros do Google atrás do termo escolhido pelo usuário – com obras que vão de 1500 até 2008. Ao final, é exibido na tela um gráfico indicando os períodos históricos em que determinada palavra foi mais utilizada em publicações. Embora já esteja disponível em diversos idiomas, o Ngram Viewer ainda não possui suporte para buscas exclusivas em português (embora faça levantamentos de termos em obras internacionais).

Ex.: Ao buscar o termo “Karamazov”, por exemplo, o mecanismo mostrará picos de ocorrências durante a primeira metade do século XX. Trata-se do período em que o romance Os Irmãos Karamazov, do russo Fiódor Dostoiévski, ganha suas primeiras traduções para o inglês, sendo também mencionado por personalidades como Sigmund Freud e Albert Einstein.

 

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/11/Economia/Imagens/Cortadas/Ngram Viewer-ID000002-1200x800@GP-Web.png

 

9. Produtos em intervalos de preço

 

O Google também pode dar uma mão na hora de fazer as compras – sobretudo para quem trabalha dentro de limites financeiros estreitos. O operador “$..$” possibilita buscar produtos em lojas virtuais dentro de faixas de preço específicas.

Ex: notebook $500..$1500

10. Conversão de moeda

Uma conversão rápida, a fim de saber quanto as economias em dólares valem em reais? Também é uma busca possível no Google. Embora seja usual recorrer ao buscador para encontrar sites de casas de câmbio ou jornais, o formato “X dólares em reais” normalmente traz um resultado exibido pelo próprio buscador, logo no início da lista. Vale reforçar, entretanto, que o Google não se responsabiliza pelas conversões exibidas – de forma que a função não substitui consultas mais cuidadosas a fontes especializadas.

Ex: 800 dólares em reais

Também é possível usar os símbolos das moedas. No exemplo acima, ficaria assim:

Ex: 800 USD em BRL

11. Previsão do tempo

Para descobrir como andam a previsão do tempo em determinado local, basta digitar algum termo relacionado ao tema, como “clima” ou “temperatura”, e o nome da cidade/região. Caso você tenha compartilhado a sua localização com o Google, digitar apenas o termo fará exibir automaticamente as condições do tempo na sua região, cidade ou bairro.

Ex: temperatura curitiba

12. Metrônomo

 

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/11/Economia/Imagens/Cortadas/metronomo-ID000002-1200x800@GP-Web.png

 

Eis aqui uma ferramenta útil para estudantes de música. Ao digitar “metrônomo” (aparelho que serve para indicar, com cliques, o andamento de uma música) no Google, o buscador retornará um exemplar próprio e plenamente funcional. Basta selecionar o andamento – entre 40 e 218 batidas por minuto – e começar a praticar.

 

13. Métodos combinados

Os métodos listados acima podem ser de grande ajuda para melhorar o desempenho para realizar buscas online – sobretudo porque podem ser combinados ao gosto do freguês. Em outras palavras, é perfeitamente possível buscar sentenças exatas em sites específicos, excluir termos-chave de buscas em redes sociais, encontrar textos por autoria dentro de um formato específico de arquivo etc. Nesse caso, a necessidade deve ditar a combinação.

Ex.: “teoria da evolução” site:gazetadopovo.com.br.

14. Jogos

 

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/11/Economia/Imagens/Cortadas/Pac-Man no Google-ID000002-1200x800@GP-Web.png

 

Mas nem só de labuta vive o internauta – e o Google também podem ser uma fonte despretensiosa de entretenimento. Senão, experimente buscar por “atari breakout” no Google Imagens. As miniaturas são instantaneamente convertidas em tijolinhos do clássico jogo. Com um total de três “vidas”, tente limpar a tela – ou simplesmente opte por retornar ao mosaico de imagens.

 

Outro jogo clássico acessível pelo Google é o Pac-Man. Basta pesquisar por “pacman” e o doodle (logo temático do Google) do dia 21 de maio de 2010 aparecerá no topo dos resultados, pronto para ser jogado.

Com informações Gazeta do Povo

TOPO