Copagril
Variedades Política brasileira

Angélica vê candidatura de Luciano Huck como “chamado”

Foto: Divulgação

Luciano Huck tem sido alvo de rumores de uma possível candidatura à presidência da República e Angélica confirma que o assunto é algo presente em sua casa. Tanto que a loira já avaliou se gostaria de se tornar primeira-dama do Brasil.

“Não é um desejo meu. Seria uma honra? Claro. Mas nunca quis isso. No Brasil, em vez de a política ser algo do qual as pessoas se orgulham, dá medo. Mesmo sem ser candidato, Luciano já apanha de todos os lados”, avaliou à revista “Marie Claire”.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Mas ponderou: “Por outro lado, vejo isso como um ‘chamado’, que ele não buscou. É uma coisa tão especial, que se ele decidisse se candidatar, o apoiaria. Acredito na capacidade de trabalho e no olhar para o outro que ele tem”.

A famosa confessou, contudo, que se pudesse escolher, não gostaria de se mudar para Brasília. “Teríamos mais a perder do que a ganhar. Mas estamos em um momento tão louco na política, que não quero, jamais, ser egoísta e leviana de impedir algo nesse sentido.”

Na ‘geladeira’ da TV Globo, a veterana também avalia que a entrada de seu parceiro no mundo da política a afastaria por mais um tempo. “Não ficaria muito bom estar na televisão. O que também pesa, tenho uma carreira feliz. Mas não seria um impedimento.”

E por falar em trabalho, a apresentadora deve voltar em abril para as telinhas. “A princípio será sobre comportamento [o programa]”, adiantou.

“Estamos passando por um momento de muitas questões, as pessoas estão buscando respostas filosóficas e práticas. Todas essas novas doenças, os pânicos, as ansiedades, já vivi tudo isso. O programa mais autoral, baseado nas minhas experiências nos últimos anos”, detalhou.

 

Com Famosidades 

TOPO