Ecoville – Maior rede de limpeza
Variedades Saúde

Como os “hipercalóricos” podem complementar a alimentação cotidiana?

Ilustração

Dez em cada dez nutricionistas orientam seus pacientes que as necessidades do corpo devem ser atendidas apenas com uma alimentação adequada. As refeições devem oferecer os nutrientes vitais como vitaminas, minerais, fibras, carboidratos, proteínas e gorduras, todos com seu papel específico no metabolismo humano. Porém, alguns desses fornecem energia e calorias que colaboram na realização de trabalhos físicos e que regulam situações como aumento ou redução de peso: os carboidratos, proteínas e gorduras – os “macronutrientes”.

Numa época em que se observa cada vez mais pessoas em busca de redução de peso ou de retenção de gorduras corporais, pode até soar estranho, mas existem algumas que ainda não conseguem garantir a oferta mínima de calorias ao organismo. Por causa disso, é comum encontrar indivíduos com baixo peso, indisposição, mal-estar ou outras expressões que o corpo dá desse desequilíbrio.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

Normalmente, as pessoas que não consomem quantidades suficientes de calorias são afetadas por desapetite, falta de tempo para comer de forma adequada, ausência na oferta de alimentos ou impossibilidade por alguma doença. Para essas pessoas, a primeira orientação dos nutricionistas é uma alimentação rica nos macronutrientes.

“É como se a gente comparar nosso organismo a uma máquina: se ela não receber a energia suficiente, não vai funcionar do jeito esperado”, afirma Diogo Círico, nutricionista da Growth Supplements.

Para ele, muitas pessoas têm um conceito errado sobre o hipercalórico, utilizado justamente para equilibrar uma dieta alimentar pobre em macronutrientes. “Elas imaginam que estes suplementos aumentam as taxas de gorduras, mas isso só acontece, de fato, quando há um desajuste na quantidade de suplemento consumido ou dos ingredientes utilizados para sua fabricação”, explica.

Os chamados hipercalóricos são uma espécie de refeição líquida que pode substituir uma refeição comum por possuir todos esses elementos. Empresas brasileiras como a Growth possuem até mais de um tipo desse suplemento, um com nutrientes de lenta digestão, e outro que fornece grande quantidade de calorias, mas que possui digestão rápida. “Tudo depende da dieta”, finaliza Círico.

 

TOPO