Copagril
Variedades

Dicas para escolher um celular novo

A escolha de um celular novo envolve uma série de decisões. Existem dezenas de opções fornecidas pelas principais fabricantes presentes no Brasil (Motorola, Apple, Samsung, LG, Asus e Sony ), bem como smartphones gringos que fazem sucesso entre os consumidores dispostos a importar um dispositivo.

Como fazer a decisão certa? Para te auxiliar nesta questão, nós separamos cinco especificações que marcam presença em qualquer ficha técnica de telefone.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

 

Utilize os pontos abordados a seguir no momento em que estiver conversando com o vendedor da loja ou da empresa de telefonia celular.

A listagem traz os recursos mínimos a esperar de um bom telefone lançado em 2017.

 

1. Tela com resolução Full HD

A resolução da tela indica a quantidade de pixels, pontos luminosos e coloridos que compõem a imagem. Este quesito é de vital importância porque atualmente as pessoas adoram assistir a conteúdos em vídeo do YouTube, Netflix, Globo Play e Amazon Prime Vídeo. Além disso, um celular com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) também garante melhor visualização das fotos publicadas no Instagram e no Facebook, ou compartilhadas no WhatsApp.

Fuja de celulares com display apenas HD (1280 x 720 pixels), tecnologia que foi superada em tempos recentes.

 

2. Processador quad-core

O processador é o cérebro do smartphone – todos os cálculos realizados por ele. Devido à sua importância, procure smartphones com a inscrição quad-core (quad quer dizer quatro e core, que significa "núcleo" em inglês). A nomenclatura indica que o componente conta com quatro núcleos para realizar o processamento de dados. Já existem celulares octa-core no mercado, aqueles com oito núcleos. Fuja de alternativas dual-core (com dois núcleos).

 

3. Memória RAM de 2 GB

De nada adianta um cérebro poderoso se o dispositivo não lembra das tarefas que precisa concluir. Procure, portanto, celulares com memória RAM de 2 GB, o que será sinônimo de menos engasgadas e travadas. Desta forma, o telefone poderá rodar o sistema Android com mais folga. Evite smartphones com 1 GB de RAM – eles são dor de cabeça na certa.

 

4. Armazenamento de 32 GB

Na ficha técnica, armazenamento indica o espaço para salvar os arquivos, como documentos, fotos e vídeos. O ideal é adquirir um telefone com pelo menos 32 GB e fuja daqueles com 16 GB, pois o próprio sistema do dispositivo ocupa espaço, e é comum que um telefone com esta capacidade ofereça, na realidade, 27 GB.

 

5. Internet 4G

Ainda existem opções de celulares com internet 3G, principalmente no mercado de smartphones usados. Já os telefones com 4G estão preparados para o futuro, pois são compatíveis com rede de telefonia mais velozes. No Brasil, algumas operadoras estão aos poucos liberando o 4G Plus.

Vale lembrar que a indústria trabalha com a retrocompatibilidade, o que quer dizer que os celulares com 4G funcionam no 3G e 2G. Ao optar por um modelo destes, o consumidor aumenta o leque de opções na hora de conectar à grande rede.

 

 

 

Com informações TechTudo

TOPO