Variedades

Marília Mendonça revela que suas letras são autobiográficas

Marília Mendonça abriu o coração e revelou durante o "Altas Horas", da Globo, no sábado (04), que suas músicas são autobiográficas, ou seja, retratam tudo o que a sertaneja já viveu.

"São também. Eu não tive muita sorte aí por onde eu passei não. É mais fácil falar assim. E tem algumas histórias que não terminaram felizes como na música. Aos 12 anos, eu já estava na 'sofrência'", contou a Serginho Groisman.

Casa do Eletricista – RETOMA

E continuou: "Eu conto uma história e termino sempre com um final feliz para o lado da mulher, não sei se vocês perceberam. Nem sempre as coisas funcionaram assim na minha vida. E nem sempre as músicas terminaram como eu quis", comentou.

A cantora relatou como foi o início de sua carreira. "Eu comecei cantando na igreja, com um playback. Todas as adolescentes da igreja cantavam assim. Isso em Goiânia. Eu fiz a minha primeira música aos 12 anos", disse.

Marília ainda avaliou que o sertanejo ajudou no empoderamento as mulheres. "Esse ritmo sempre foi considerado um estilo muito machista. Eu fui me enfiando onde me cabia. Quando eu comecei na composição, eu fui contando histórias em que a mulher se dava bem". E finalizou: "Junto com os compositores que faziam música comigo, eu fui colocando a mulher atual que está com ele para cima. Hoje, eu posso fazer o que eu amo e o que a gente merece, não é?".

 

MSN Entretenimento

TOPO