Fale com a gente

Vídeos "Encontramos um cenário bem pior do que imaginamos"

Rondonenses falam da experiência vivida no RS como voluntários e destacam drama enfrentado pelos gaúchos

Por outro lado, voluntários que participam ativamente no posto de coleta em Marechal Rondon destacam união e soliedariedade dos rondonenses em prol do povo do Rio Grande do Sul

Publicado

em

Adelir Kempfer, Eduardo Port, Giovani Schulz (Bibs) e Adriano Weirich estiveram no Jornal O Presente, nesta terça-feira (14), para participar do Play, o programa que liga você à informação.

Na oportunidade, Adelir e Eduardo falaram da experiência vivida no Rio Grande do Sul. Logo que a situação começou a ficar crítica no Estado, devido às enchentes, eles saíram em dois carros de Marechal Rondon e foram para lá como voluntários.

Os rondonenses compartilharam detalhes emocionantes sobre a jornada, destacando o espírito de solidariedade que encontraram pelas localidades por onde passaram. Eles relataram como, apesar das adversidades, as comunidades se uniam para superar os desafios, oferecendo apoio mútuo.

Giovani (Bibs) e Adriano, embora não estivessem fisicamente presentes no Rio Grande do Sul, desempenharam e seguem desempenhando um papel importante na união de esforços concentrados em Marechal Rondon em prol dos gaúchos. Eles participam ativamente da mobilização que está acontecendo no centro rondonense e deixaram um recado para os voluntários e orientaram quanto à data de doações e o que ser doado.

O bate-papo foi muito bacana. Clique e assista.

Eduardo Port, Adelir Kempfer, Adriano Weirich e Giovani Schulz (Bibs) estiveram no Jornal O Presente, nesta terça-feira (14), para participar do Play, o programa que liga você à informação (Foto: Sandro Mesquita/OP)
Eduardo e Adelir falaram da experiência vivida no Rio Grande do Sul. Logo que a situação começou a ficar crítica no Estado, devido às enchentes, eles saíram em dois carros de Marechal Rondon e foram para lá como voluntários
Adriano e Giovani participam ativamente da mobilização que está acontecendo no centro rondonense em prol dos gaúchos e deixaram um recado para os voluntários e orientaram quanto à data de doações e o que ser doado
“Já tinha ido na enchente do ano passado. Fui agora, novamente, e o que vi foi muito pior do que imaginei. Foi uma experiência que vai ficar marcada para o resto da vida”, disse Adelir
Eduardo: “Quem tiver vontade de ir como voluntário, vai, mas tem que estar preparado para o que vai encontrar lá. A experiência de poder ajudar é maravilhosa, mas o cenário é devastador”
Eduardo, Adelir, Giovani e Adriano participaram de um bate-papo com a jornalista Ana Paula Wilmsen

O Presente

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Copyright © 2017 O Presente