Ford Ranger e Ecosport Set/2020
Copagril – Compras no Site
Esportes

Copagril vai com tudo para cima do Pato Branco

O Presente

 

O compromisso entre Copagril/Sempre Vida/Sicredi/Marechal Cândido Rondon e Pato Branco Futsal reserva momentos de grande expectativa aos jogadores e torcedores das duas equipes que abrem neste sábado (04), às 20h30, a etapa semifinal do Campeonato Paranaense Série Ouro. O duelo será realizado no Ginásio Dolivar Lavarda, em Pato Branco.

Casa do Eletricista – GENCO

A Copagril Futsal embarcou na sexta-feira (03) rumo a Pato Branco com o objetivo de arrancar os três pontos na casa do adversário para ter vantagem no duelo de volta. Isso porque o time que ganhar o primeiro jogo poderá empatar o segundo para avançar à final. Em caso de vitória para cada lado ou então de dois empates, a decisão será por meio da cobrança de pênaltis.

Três atletas da Copagril não poderão entrar em quadra: um deles é o pivô Rick, que segue afastado devido a uma fratura na clavícula e provavelmente estará de volta no segundo jogo da semifinal. Outro desfalque é o pivô Ronaldo, que vem se recuperando de uma cirurgia no joelho e deverá voltar às quadras somente na próxima temporada. Também desfalcará o time o ala-direito Parrel, que sofreu um estiramento na coxa e realizará uma ressonância magnética para saber qual o grau da lesão. A única certeza é que o atleta não poderá disputar o primeiro duelo da semifinal, e conforme os resultados do exame será determinado se terá ou não possibilidade de jogar a segunda partida da semifinal.

 

Campanhas Parecidas

Em entrevista ao O Presente, o treinador da Copagril, Paulinho Sananduva, adianta que a expectativa para o duelo contra o Pato Branco é de um jogo difícil. “São duas equipes de Liga Nacional que não avançaram nas suas fases, que têm campanha parecida na Série Ouro, além do mais com problemas de saída de jogadores e atuações irregulares nas duas competições, no entanto que chegam às semifinais em condições iguais de disputa”, menciona.

Nós temos uma pequena vantagem de decidir em casa, porém em virtude do regulamento se não conseguirmos um resultado positivo, uma derrota ou empate nos obriga a vencer em casa para decidir nos pênaltis. Considero um retrocesso na elaboração do regulamento”, pontua, acrescentando que “a expectativa para o jogo de ida da semifinal é de equilíbrio conforme observado ao longo do ano, pois em três jogos foram duas vitórias da Copagril e outra do Pato Branco”.

 

Leia a matéria completa na edição impressa de sexta-feira (03)

TOPO