Copagril
Esportes

Corinthians inicia luta pelo bi com uma goleada de 4 a 0 sobre o Once Caldas

Houve momentos em 2014 nos quais o Corinthians se resumiu a Paolo Guerrero, motivo pelo qual ele se julga merecedor de um prêmio de mais de R$ 18 milhões para renovar seu contrato. Mas o time do Parque São Jorge ainda é muito mais do que o peruano e, apesar da irresponsabilidade do centroavante, goleou o Once Caldas por 4 a 0 e deixou muito bem encaminhada sua classificação à fase de grupos da Copa Libertadores.

De volta à equipe, Tite lembrou que a fórmula vencedora de 2012 ano que terminou com Guerrero como herói é coletiva. Cássio foi seguro, Felipe foi mais do que seguro, Elias fez lembrar o velho Elias, e Emerson fez lembrar muito o velho Emerson. Assim, com a responsabilidade dividida, a ameaça colombiana foi praticamente extinta após a expulsão do centroavante.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

No primeiro jogo da Libertadores no estádio Itaquera, o placar foi aberto com pouco mais de trinta segundos, em uma tentativa de cruzamento do Sheik que entrou. A partir dos 26 minutos, no entanto, os donos da casa passaram a atuar com um jogador a menos porque Guerrero se irritou com um tapa nas costas e resolveu soltar o braço no rosto de Pérez.

O Corinthians se segurou até o fim do primeiro tempo e conseguiu ampliar no início do segundo, em cabeceio de Felipe. A situação se clareou ainda mais aos 24, quando Fagner caiu e com a ajuda da pressão do agora xerife Felipe conseguiu a expulsão de Murillo. Logo em seguida, em jogada com embaixadinha de Emerson e bela troca de passes, Elias marcou o terceiro.

Em festa, a Fiel voltou a explodir minutos mais tarde, quando Fagner recebeu passe de calcanhar de Renato Augusto e encobriu o goleiro, fechando a quase perfeita jornada coletiva de dez jogadores. Fábio Santos ainda foi expulso nos acréscimos, mas será difícil para o Once Caldas tirar a classificação do time paulista na próxima quarta-feira, nos cerca de 2.200 metros de Manizales.

TOPO