Fale com a gente

Esportes

Desde 2006, Inter e SP se firmaram como papa-títulos

Publicado

em

Em 2006, no Beira-Rio, o Inter entrou em um grupo ao qual os paulistas já pertenciam. (Divulgação)

O Inter ainda vivia das recorda ccedil; otilde;es buscadas nas gl oacute;rias dos anos 70. O S atilde;o Paulo j aacute; vinha de seu terceiro t iacute;tulo mundial. Naquele 16 de agosto de 2006, no Beira-Rio, o time ga uacute;cho entrou em um grupo ao qual os paulistas j aacute; pertenciam. Foi campe atilde;o da Libertadores e pavimentou o caminho para se tornar, na sequ ecirc;ncia, um papa-t iacute;tulos, posto que o Tricolor manteve firme. No reencontro, novamente em uma reta decisiva da Libertadores, agora pelas semifinais, o Inter se orgulha de ser, como diz sua torcida, o ldquo;campe atilde;o de tudo rdquo;. Depois daquele jogo, o Colorado bateu oponentes do peso de Barcelona, Inter de Mil atilde;o, Boca Juniors e Estudiantes. Conquistou o Mundial, a Recopa, a Sul-Americana, dois Gauch otilde;es e dois outros torneios menores, a Copa Dubai e a Copa Suruga. Assim, virou o uacute;nico clube brasileiro a ter todos os t iacute;tulos atualmente em disputa – Estadual, Copa do Brasil, Brasileir atilde;o, Mundial, Libertadores, Sul-Americana e Recopa.

S atilde;o Paulo
Com o S atilde;o Paulo, n atilde;o foi muito diferente. O Tricolor n atilde;o conseguiu novos t iacute;tulos continentais, mas ganhou a supremacia nacional. Conquistou tr ecirc;s Brasileir otilde;es seguidos, o primeiro justamente em 2006, com o Inter de vice. Assim, chegou a seis conquistas nacionais, um recorde no pa iacute;s. Por estar sempre disputando t iacute;tulos, tem todo o respeito do mundo pelos lados do Beira-Rio, mesmo que viva m aacute; fase. Inter e S atilde;o Paulo medem for ccedil;as agrave;s 21h50 de hoje (28), no Beira-Rio. O segundo jogo das semifinais eacute; na semana que vem, no Morumbi. O vencedor pegar aacute; Universidad de Chile ou Chivas, do M eacute;xico, na final.

Facebook