Copagril – Compras no Site
Esportes

Grêmio e Inter se unem e pedem paz após tumultos

Representantes de Grêmio, Inter e da Brigada Militar reunidos em Bento Gonçalves. Foto: Alexandre Alliatti

Os incidentes registrados entre gremistas e colorados na quarta-feira (06) em Bento Gon ccedil;alves e que culminaram com a deten ccedil; atilde;o de cinco pessoas levantaram suspeitas quanto agrave; viabilidade de dois clubes rivais fazendo pr eacute;-temporada na mesma cidade. Na tarde de ontem (07), no entanto, diretores de Gr ecirc;mio e Inter confirmaram que os planos ser atilde;o mantidos e minimizaram o ocorrido.
ldquo;O Gr ecirc;mio condena qualquer tipo de viol ecirc;ncia, mas n atilde;o vejo impeditivo para n atilde;o fazermos as pr eacute;-temporadas simult acirc;neas. Acho que eacute; compat iacute;vel realizar isso em conjunto. S oacute; agora que ocorreram problemas e, para mim, foram fatos isolados rdquo;, disse C eacute;sar Pacheco, membro do Conselho de Administra ccedil; atilde;o do Gr ecirc;mio, minimizando os fatos.
A rivalidade ficou acirrada em Bento Gon ccedil;alves. Torcedores do Inter estragaram e tentaram incendiar um outdoor com o logotipo do rival. Os tricolores, por sua vez, apedrejaram o ocirc;nibus colorado e ainda fizeram baderna em frente ao hotel onde o elenco de Jorge Fossati est aacute; concentrado, arrancando faixas de apoio. Por isso, representantes dos clubes se reuniram com a Brigada Militar local.
ldquo;Inter e Gr ecirc;mio n atilde;o se movimentar atilde;o em Bento Gon ccedil;alves sem a Brigada rdquo;, garantiu o major Marinho, que se mostrou satisfeito com as provid ecirc;ncias tomadas para o restabelecimento da ordem. ldquo;Temos oito anos de experi ecirc;ncia com pr eacute;-temporada aqui e nunca vimos um epis oacute;dio que manchasse essa rela ccedil; atilde;o. Os torcedores de Bento sempre se respeitaram rdquo;, disse.
Por isso, alterar a programa ccedil; atilde;o para os pr oacute;ximos anos, por enquanto, eacute; hip oacute;tese descartada por ambos os clubes. ldquo;Temos toda a estrutura agrave; disposi ccedil; atilde;o aqui. Mesmo se os clubes estivessem sozinhos em qualquer cidade isso poderia ter acontecido rdquo;, disse Pacheco.
O vice-presidente de servi ccedil;os especializados do Internacional, Roberto Siegmann, concordou e apresentou mais argumentos. ldquo;Temos que ressaltar que n atilde;o eacute; s oacute; um evento esportivo. (A pr eacute;-temporada) movimenta economicamente o munic iacute;pio e essas manifesta ccedil; otilde;es prejudicam as institui ccedil; otilde;es. Temos uma rela ccedil; atilde;o cordial com o nosso rival rdquo;, garantiu o dirigente.
Ambos os clubes esperam paz nos dias restantes para a prepara ccedil; atilde;o na Serra Ga uacute;cha.

Glaydson renova
O Internacional anunciou em seu site oficial a renova ccedil; atilde;o de contrato com o volante Glaydson. O jogador assinou por mais um ano com o clube ga uacute;cho ontem (07). Assim, Glaydson deve se juntar nos pr oacute;ximos dias ao grupo do Inter que realiza a pr eacute;-temporada em Bento Gon ccedil;alves.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Jonas se anima com concorr ecirc;ncia
Com a perman ecirc;ncia no Gr ecirc;mio garantida apesar de ainda n atilde;o ter assinado contrato, o atacante Jonas j aacute; come ccedil;a a se animar pela briga por uma vaga no ataque do t eacute;cnico Paulo Silas. Em pr eacute;-temporada com o time em Bento Gon ccedil;alves, ele viu a concorr ecirc;ncia aumentar substancialmente, mas nem por isso se mostra preocupado. ldquo;Disputa sempre existiu. Tento ficar feliz porque o clube est aacute; se refor ccedil;ando. Quem estiver melhor vai jogar. Ainda n atilde;o tive um contato maior com o treinador, mas sei das minhas capacidades rdquo;, afirmou Jonas, que agora brigar aacute; por vaga com os rec eacute;m-contratados Borges, ex-S atilde;o Paulo, Leandro, ex-Verdy Tokyo (JAP), e William, ex-Ava iacute;, al eacute;m de Roberson.

TOPO