Copagril – Compras no Site
Esportes

Ingressos à Copa serão cotados em real no mundo inteiro

O ministro do Esporte, Orlando Silva, anunciou ontem (05) que os ingressos para a Copa do Mundo de 2014, que ser aacute; realizada no Brasil, ser atilde;o cotados em real no mundo inteiro. ldquo;Isso mostra a economia brasileira cada vez mais confi aacute;vel e o real uma moeda cada vez mais forte rdquo;, afirmou o ministro, que recebeu a informa ccedil; atilde;o do secret aacute;rio-geral da Federa ccedil; atilde;o Internacional de Futebol (Fifa), Jerome Valcke, durante reuni atilde;o realizada no Minist eacute;rio do Esporte para tratar da isen ccedil; atilde;o de impostos federais que ser aacute; concedida entidade para a organiza ccedil; atilde;o do mundial.
De acordo com o ministro, quem comprar ingressos para os jogos da Copa far aacute; a convers atilde;o para a moeda local levando em conta o real.
Na reuni atilde;o, o governo apresentou agrave; Fifa e agrave; Confedera ccedil; atilde;o Brasileira de Futebol (CBF) o projeto de lei sobre isen ccedil; atilde;o de impostos para a entidade, seus produtos e servi ccedil;os que ser aacute; enviado ao Congresso Nacional em fevereiro, ap oacute;s o recesso parlamentar, e que ter aacute; vig ecirc;ncia at eacute; 31 de dezembro de 2015.
Silva disse tamb eacute;m que o governo tem um compromisso com a Fifa de que a carga tribut aacute;ria sobre os ingressos da Copa n atilde;o ultrapasse 10% do seu valor.
Outras quest otilde;es ser atilde;o tratadas num projeto denominado Lei Geral da Copa do Mundo, que tamb eacute;m vai ser encaminhado ao Congresso, segundo o ministro. ldquo;A isen ccedil; atilde;o fiscal discutida na reuni atilde;o diz respeito apenas aos tributos federais, pois caber aacute; a Estados e munic iacute;pios decidir sobre o assunto nas aacute;reas de sua compet ecirc;ncia. A isen ccedil; atilde;o abranger aacute; a Fifa, subsidi aacute;ria que ela instalar no Brasil e prestadores de servi ccedil;os que sirvam prepara ccedil; atilde;o da Copa e diretamente vinculados entidade rdquo;.
O projeto d aacute; cumprimento ao compromisso assinado com a Fifa pelo presidente Luiz In aacute;cio Lula da Silva, para a realiza ccedil; atilde;o da Copa.

Corte no or ccedil;amento
O ministro Orlando Silva garantiu que o corte de R$ 1,8 bilh atilde;o no or ccedil;amento para este ano n atilde;o vai impactar na prepara ccedil; atilde;o do mundial de 2014. ldquo;O que o governo pretende investir em mobilidade urbana, por exemplo, vai ser anunciado este m ecirc;s pelo presidente Lula, que vai fazer uma solenidade com prefeitos e governadores, onde assinar aacute; um pacto de coopera ccedil; atilde;o federativa, definindo esses investimentos rdquo;, informou o ministro. ldquo;Aeroporto tem toda a previs atilde;o or ccedil;ament aacute;ria no PAC (Programa de Acelera ccedil; atilde;o do Crescimento); perto de R$ 500 milh otilde;es que ser atilde;o investidos em portos j aacute; tem todo um programa na Secretaria Especial de Portos; para os est aacute;dios da Copa de 2014, n oacute;s j aacute; temos financiamento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econ ocirc;mico e Social). Esses recursos que foram eliminados do or ccedil;amento n atilde;o t ecirc;m nada a ver com o programa pactuado entre governo federal, as cidades e os Estados que receber atilde;o jogos da Copa do Mundo. Essa restri ccedil; atilde;o do or ccedil;amento n atilde;o implica em nenhuma mudan ccedil;a na estrat eacute;gia do governo federal rdquo;, acrescentou.
O ministro garantiu ainda que o governo est aacute; tranquilo com rela ccedil; atilde;o agrave; seguran ccedil;a durante os jogos.
Indagado se continuar aacute; no cargo ou deixar aacute; o minist eacute;rio para disputar as elei ccedil; otilde;es deste ano, Orlando Silva disse que est aacute; discutindo o assunto com o presidente Lula, mas que est aacute; muito feliz com o seu cargo e com o apoio do presidente ao seu trabalho.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR
TOPO