Fale com a gente

Esportes Jogo duro

Thiago Wild força tie-break, mas cai para russo Andrey Rublev e está fora do Australian Open

Tenista rondonense saiu perdendo por 2 sets a 0 e lutou até o fim, mas não conseguiu evitar eliminação na fase inicial do torneio

Publicado

em

(Foto: Twitter.com/AustralianOpen)

Thiago Wild está eliminado do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada. Nesta madrugada de sábado para domingo (no horário de Brasília), o tenista brasileiro lutou bastante, empatou um jogo após estar perdendo por 2 sets a 0, esteve em vantagem no desempate da quinta parcial, mas caiu para o russo Andrey Rublev, 5° colocado do ranking, por 3 a 2, parciais 7/5, 6/4, 3/6, 4/6 e 7/6, dando adeus ao torneio disputado em Melbourne, na Austrália.

O sorteio das chaves não ajudou Wild. Rublev é considerado um dos tenistas mais promissores da geração, caiu nas quartas de final de três torneios Grand Slam em 2023 (US Open, Wimbledon e Australian Open) e chega para o primeiro major do ano após o título do aberto de Hong Kong, conquistado no último dia 7 de janeiro, contra o finlandês Emil Ruusuvuori.

Wild se tornou o segundo tenista sul-americano a levar um jogo contra top 5 no Australian Open para o quinto set, em estreia. O primeiro tinha sido o argentino Gaston Etlis diante do americano Andre Agassi em 1996.

A partida foi longa, com 3h42 de duração. Rublev deu a impressão que iria dominar e vencer fácil, ganhando os dois primeiros sets, mas Wild conseguiu se recuperar, empatou o jogo e teve a chance de vencer.

1° set – Wild sai na frente, mas leva virada

Thiago Wild começou muito bem a primeira parcial garantindo dois serviços e quebrando o saque de Rublev logo de cara para sair com 3 a 0. Vendo por cima, pareceu um início tranquilo do brasileiro, mas os três games só foram conquistados após a insistência no empate em 40 iguais e troca de vantagens. O jogo do russo passou a entrar e com duas quebras, foi a 3 a 3. A virada veio apenas na parte final do set. Wild se manteve firme no 5 a 5, mas Rublev quebrou o saque do brasileiro e garantiu o serviço, fechando em 7 a 5.

2° set – Rublev quebra o serviço de Wild

A quebra de serviço deu o tom no segundo set. Wild bem que tentou e esteve na frente no game inicial, mas três winners fizeram Rublev ficar com 1 a 0. Ao confirmar o saque e garantir outra quebra, a parcial já apontava 4 a 1 para russo. O brasileiro se recuperou, encostando em 5 a 4, mas Rublev levou a parcial com um erro forçado, mostrando estar mais concentrado na partida.

3° set – Wild volta ao jogo e ganha confiança

Após duas confirmações de serviço, o terceiro set trouxe emoção de sobra e marcou o início da reação do brasileiro. Foi uma luta intensa com várias trocas de vantagens, até que Wild encaixou um ace para fazer 2 a 1. O ponto causou um desequilíbrio a favor do brasileiro, que quebrou o saque de Rublev e avançou para 4 a 1. A partir desse momento, ninguém mais quebrou serviço, e o brasileiro ganhou o set por 3 a 6, voltando para o jogo e forçando a quarta parcial.https://d-31085412391952164932.ampproject.net/2312191621000/frame.html

4º set – Wild empata e joga pressão em russo

Rublev abriu o quarto set com força e logo fechou o primeiro game. Wild igualou e teve a chance da quebra de serviço, mas perdeu dois break points e viu o russo permanecer à frente. O empate veio em um dos games mais rápidos da partida. A quebra do brasileiro veio a acontecer no sétimo game, depois confirmada com mais uma vitória para deixar o set em 5 a 3 e jogar pressão no serviço do russo. Wild teve o set point, mas a vitória veio no game seguinte para fazer 4 a 6.

5º set – Equilíbrio até o fim

O set decisivo extremamente equilibrado. Os dois tenistas cumpriram bem seus respectivos serviços. No quarto game, Rublev chegou a ter três break points, mas Wild conseguiu se salvar deixando a parcial em 2 a 2. O russo rapidamente ganhava o game quando estava sacando, já o brasileiro mostrava um pouco de cansaço e esforço extra para se manter na partida. No 12º game, o 5º do mundo abriu 0-40, mas Wild se recuperou salvando quatro match points: hora do tie-break.

Wild começou a decisão ganhando por 3 a 0. O russo Rublev demorou a se recuperar, mas mostrou suas credenciais quando perdia por 6 a 4. Ele se aproveitou de dois erros do brasileiro para empatar, virou com um ace, somou dois winners e matou o jogo em mais um ponto de saque, fechando em 10 a 6.

Clique e assista aos melhores momentos da partida:

Com Globo Esporte

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Copyright © 2017 O Presente