Pref. Marechal NATAL 2020
Pref. Pato Bragado COVID
Geral

160 mil pessoas serão imunizadas contra gripe A na região

Foto: O Presente

As secretarias municipais de Sa uacute;de devem receber a partir da pr oacute;xima semana doses da vacina contra a gripe A (H1N1). Antes disso, por eacute;m, j aacute; est atilde;o se organizando para o trabalho de imuniza ccedil; atilde;o, que ter aacute; in iacute;cio no dia 08 de mar ccedil;o.
De acordo com o diretor da 20 ordf; Regional de Sa uacute;de, Edson Simionatto, ser atilde;o imunizados grupos populacionais que totalizar atilde;o cerca de 160 mil pessoas em 18 munic iacute;pios. ldquo;Em torno de 40% da popula ccedil; atilde;o ser aacute; vacinada contra a gripe A rdquo;, declara.
Ser atilde;o vacinadas crian ccedil;as de seis meses a dois anos de idade, trabalhadores da aacute;rea de sa uacute;de, gestantes, jovens na faixa entre 20 a 29 anos e idosos com doen ccedil;as cr ocirc;nicas, conforme o cronograma (ver box). ldquo;Ap oacute;s tomar a dose, o organismo da pessoa vai desenvolver anticorpos para fazer a defesa e criar imunidade ao v iacute;rus da doen ccedil;a rdquo;, explica.
Conforme Simionatto, atualmente, na regi atilde;o h aacute; poucos casos da doen ccedil;a, em fun ccedil; atilde;o do ver atilde;o. ldquo;Desde o final do uacute;ltimo inverno n atilde;o temos casos de interna ccedil; atilde;o em UTI ou oacute;bito. Mesmo assim, temos registrado casos da gripe rdquo;, informa. Os exames para confirma ccedil; atilde;o da doen ccedil;a s atilde;o realizados somente em casos graves, exp otilde;e. ldquo;N atilde;o estamos fazendo confirma ccedil; atilde;o laboratorial, mas cl iacute;nica sim rdquo;, aponta.
Segundo ele, a maioria dos casos n atilde;o s atilde;o graves. ldquo;Em 98% dos casos a pessoa nem sabe que teve a gripe A, passando como uma gripe normal rdquo;, diz.
Neste ano, o profissional acredita que a doen ccedil;a estar aacute; mais controlada, em raz atilde;o da imuniza ccedil; atilde;o de parte da popula ccedil; atilde;o, o que tamb eacute;m deve reduzir a transmiss atilde;o. ldquo;No Hemisf eacute;rio Norte, onde atualmente eacute; inverno, a situa ccedil; atilde;o est aacute; sendo tranquila. No Brasil o v iacute;rus se comporta de maneira diferente, mas ainda assim as expectativas s atilde;o boas em rela ccedil; atilde;o ao ano passado rdquo;, garante.

Mobiliza ccedil; atilde;o
No munic iacute;pio de Marechal C acirc;ndido Rondon, segundo a diretora do Setor de Epidemiologia e da Unidade de Sa uacute;de 24 Horas, Rosane Lindner Ost, a previs atilde;o eacute; de que sejam vacinadas contra a gripe A em torno de 14,2 mil pessoas.
Tendo em vista a parcela da popula ccedil; atilde;o que dever aacute; ser imunizada em pouco mais de dois meses, a Secretaria Municipal de Sa uacute;de agendou uma reuni atilde;o de trabalhadores do setor para as 19h30 da pr oacute;xima quinta-feira (04), no audit oacute;rio da Associa ccedil; atilde;o Comercial, Industrial e Agropecu aacute;ria (Acimacar). ldquo;Durante a reuni atilde;o n oacute;s iremos montar o plano estrat eacute;gico da vacina ccedil; atilde;o no munic iacute;pio rdquo;, adianta.
Conforme Rosane, a exemplo de Marechal Rondon, existe uma grande preocupa ccedil; atilde;o dos setores de Sa uacute;de da regi atilde;o, quanto agrave; mobiliza ccedil; atilde;o que ser aacute; necess aacute;ria em torno da vacina ccedil; atilde;o. A reuni atilde;o da pr oacute;xima quinta-feira ser aacute; o momento para definir a postura de trabalho diante dos profissionais que estar atilde;o na linha de frente nos postos de sa uacute;de, bem como do Equipamento de Prote ccedil; atilde;o Individual (EPI) necess aacute;rio, al eacute;m da forma de encaminhamento dos futuros pacientes com sintomas da gripe A.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Rigidez
Tendo em vista a forma fracionada como ser aacute; disponibilizada a vacina, Rosane menciona que ser aacute; necess aacute;rio um trabalho r iacute;gido e criterioso. ldquo;Por essa raz atilde;o, a vacina somente ser aacute; aplicada com apresenta ccedil; atilde;o de documenta ccedil; atilde;o pessoal e de prefer ecirc;ncia com carteirinha de vacina ccedil; atilde;o rdquo;, ressalta.
A cobertura vacinal ser aacute; realizada rigidamente conforme o cronograma estabelecido pelo governo, sendo que cada um dos grupos abrangidos pela cobertura dever aacute; procurar receber a imuniza ccedil; atilde;o no respectivo per iacute;odo.
Na uacute;ltima quarta-feira (23), representantes de secretarias municipais de Sa uacute;de, Conselhos Municipais, Associa ccedil; atilde;o M eacute;dica de Marechal Rondon e de hospitais participaram de reuni atilde;o em Toledo para tomarem conhecimento de como funcionar aacute; o processo de vacina ccedil; atilde;o. ldquo;Agora cada munic iacute;pio ir aacute; organizar a forma como ser atilde;o os trabalhos em cada cidade rdquo;, diz Rosane.

Grupos
Em raz atilde;o dos altos custos, o governo optou delimitar faixas et aacute;rias para cobertura vacinal seguindo alguns crit eacute;rios. A popula ccedil; atilde;o de seis meses a dois anos est aacute; entre os grupos em raz atilde;o de ainda n atilde;o ter seu sistema imunol oacute;gico totalmente formado. Gestantes, ind iacute;genas e idosos com doen ccedil;as cr ocirc;nicas receber atilde;o a vacina por sua condi ccedil; atilde;o maior de vulnerabilidade. E os jovens de 20 a 29 anos por terem sido a popula ccedil; atilde;o que proporcionalmente mais apresentou complica ccedil; otilde;es em raz atilde;o da doen ccedil;a no ano passado. Possivelmente tenha sido mais afetada em raz atilde;o de ser uma das mais ativas, que em geral est aacute; em contato com um n uacute;mero maior de pessoas, o que favorece a transmiss atilde;o (e contra ccedil; atilde;o) do v iacute;rus. O Brasil eacute; um entre os tr ecirc;s uacute;nicos pa iacute;ses que fornecer atilde;o a imuniza ccedil; atilde;o agrave; faixa et aacute;ria jovem, somando-se aos Estados Unidos e ao Canad aacute;.

Extra
Apesar de o governo assegurar a imuniza ccedil; atilde;o de parte da popula ccedil; atilde;o, outra parte ficar aacute; sem a cobertura vacinal. Em raz atilde;o disso, cl iacute;nicas particulares est atilde;o providenciando e devem disponibilizar vacinas para venda. ldquo;O objetivo eacute; oferecer a oportunidade de imuniza ccedil; atilde;o a pessoas n atilde;o abrangidas pela cobertura do governo rdquo;, salienta o m eacute;dico pneumologista rondonense Emerson Bolsonaro.
De acordo com o especialista, que tamb eacute;m pretende disponibilizar algumas centenas de unidades, a vacina eacute; um meio eficaz de preven ccedil; atilde;o agrave; gripe A. ldquo;Da mesma forma como ela eacute; um meio de preven ccedil; atilde;o, tamb eacute;m s atilde;o os cuidados com a higiene adotados pela maioria da popula ccedil; atilde;o quando da epidemia ocorrida no ano passado. Por isso eacute; importante as pessoas voltarem a ter desde j aacute; os mesmos cuidados: lavar as m atilde;os com frequ ecirc;ncia, usar aacute;lcool gel, len ccedil;os descart aacute;veis, dentre outros rdquo;, frisa.

Imunidade
Conforme o pneumologista, sem a vacina n atilde;o h aacute; pessoas imunes agrave; gripe A, ou seja, at eacute; mesmo quem j aacute; contraiu o v iacute;rus n atilde;o est aacute; livre de contra iacute;-lo novamente. ldquo;Como o v iacute;rus da gripe A, tamb eacute;m conhecida como gripe pand ecirc;mica, eacute; da lsquo;fam iacute;lia rsquo; Influenza e h aacute; pessoas que contraem a gripe comum (tamb eacute;m Influenza) anualmente, pode-se presumir que as pessoas que tiveram contato com o novo v iacute;rus no ano passado n atilde;o est atilde;o isentas de contra iacute;-lo outra vez rdquo;, explica o profissional.
A previs atilde;o de Bolsonaro eacute; de que a vacina passe a ser oferecida em consult oacute;rios m eacute;dicos particulares j aacute; a partir da segunda quinzena de mar ccedil;o. O pre ccedil;o da vacina em Marechal C acirc;ndido Rondon deve variar entre R$ 80 e R$ 100.

Em n uacute;meros
O uacute;ltimo boletim epidemiol oacute;gico da Secretaria da Sa uacute;de aponta que desde o in iacute;cio da epidemia, em abril de 2009, no Paran aacute; j aacute; foram confirmados mais de 63 mil casos de Influenza A (H1N1) por exame laboratorial ou crit eacute;rios cl iacute;nicos e epidemiol oacute;gicos. Destes, 294 doentes tiveram complica ccedil; otilde;es e morreram.
As regi otilde;es com maior n uacute;mero de casos confirmados s atilde;o Curitiba e regi atilde;o (15.577) Londrina (9.689), Maring aacute; (7.848), Cascavel (4.575), Corn eacute;lio Proc oacute;pio (3.699), Pato Branco (3.553) e Francisco Beltr atilde;o (3.457). J aacute; o total de casos negativos para o v iacute;rus Influenza A (H1N1) aumentou para 23.148.
O levantamento feito pela Secretaria da Sa uacute;de mostra que o v iacute;rus continua circulando no Estado e que por isso as medidas preventivas de higiene devem ser mantidas, j aacute; que, al eacute;m de prevenir a gripe A, podem evitar diversos tipos de doen ccedil;as.

TOPO