Ford Ranger e Ecosport AGOSTO1
Ford Ranger e Ecosport AGOSTO2
Geral

Ademir Bier comemora hoje 30 anos de filiação no PMDB

Deputado estadual Ademir Bier: Nenhum candidato a deputado estadual vai conseguir ser eleito com menos de 50 mil votos (Foto: Maria Cristina Kunzler)

O deputado estadual Ademir Bier, de Marechal C acirc;ndido Rondon, comemora hoje (28), em grande estilo, os 30 anos de filia ccedil; atilde;o no PMDB. Para festejar as tr ecirc;s d eacute;cadas de milit acirc;ncia, o diret oacute;rio municipal do partido promove uma festa no Clube Conc oacute;rdia, com in iacute;cio agrave;s 19h30. O evento vai contar com a presen ccedil;a do governador Orlando Pessuti, al eacute;m de lideran ccedil;as municipais e estaduais do partido e convidados diversos.
Nestes 30 anos de trajet oacute;ria, Ademir Bier foi vice-prefeito e prefeito por Marechal Rondon e est aacute; no terceiro mandato como deputado estadual. Neste ano o parlamentar concorre agrave; reelei ccedil; atilde;o. Para isso tem percorrido diversos munic iacute;pios da regi atilde;o, por entender que nenhum candidato agrave; Assembleia conseguir aacute; se eleger com menos de 50 mil votos.
Em visita ao Jornal O Presente, ontem (27), o parlamentar falou sobre as tr ecirc;s d eacute;cadas de milit acirc;ncia peemedebista, sobre os desafios do PMDB, a disputa eleitoral, o desentendimento entre o ex-governador Roberto Requi atilde;o e o atual governador Orlando Pessuti, dentre outros assuntos. Confira.

30 anos de PMDB
O PMDB eacute; o maior partido do Brasil e do Paran aacute;. S oacute; no Estado conta com 17 deputados estaduais, sendo a maior bancada da Assembleia Legislativa. Por ser uma importante agremia ccedil; atilde;o para a pol iacute;tica brasileira, Ademir Bier afirma que se sente muito feliz em receber a homenagem hoje promovida pelo diret oacute;rio municipal, com apoio de diret oacute;rios da regi atilde;o. ldquo;Fico bastante emocionado com isso, at eacute; porque durante toda a nossa vida sempre acreditamos no partido como uma institui ccedil; atilde;o. O PMDB eacute; capaz de, por meio do seu programa de governo, promover as transforma ccedil; otilde;es necess aacute;rias. E por acreditar nisso eu nunca poderia trocar de partido. Fomos construindo ao lado de grandes companheiros da regi atilde;o um partido forte. No Oeste do Paran aacute; n atilde;o h aacute; um uacute;nico munic iacute;pio que n atilde;o conte com o diret oacute;rio do PMDB formado e organizado rdquo;, declara.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

Desafio do PMDB
Como l iacute;der peemedebista na regi atilde;o, ao ser questionado qual eacute; o grande desafio da legenda daqui para frente, o deputado estadual menciona que eacute; oportunizar que mais munic iacute;pios sejam governados por companheiros do PMDB. ldquo;Que tenhamos um grande n uacute;mero de vereadores, prefeitos e vice-prefeitos que assumam compromissos com a popula ccedil; atilde;o e que estes possam cumpri-los dentro daquilo que acreditamos. O grande desafio eacute; continuar a luta, organizando o partido, trazendo novas lideran ccedil;as, fazendo cursos de forma ccedil; atilde;o pol iacute;tica. O PMDB tem, no Brasil, a caracter iacute;stica de renovar suas lideran ccedil;as e isso constantemente ocorre na regi atilde;o. A nossa participa ccedil; atilde;o neste contexto eacute; motivar e fazer com que o partido seja cada vez mais forte e organizado rdquo;, aponta.

Quadro ideal
Ter o governador Orlando Pessuti como candidato ao Governo do Estado ou fazer uma alian ccedil;a mais ampla, como, por exemplo, com o PDT e PT? Qual seria o quadro ideal? As inc oacute;gnitas s atilde;o muitas, mas para o deputado Ademir Bier a boa avalia ccedil; atilde;o do governo Requi atilde;o e Pessuti credencia este a ser o candidato e o torna vi aacute;vel. ldquo;As pol iacute;ticas p uacute;blicas implantadas pelo governo Requi atilde;o e Pessuti deu a eles e ao PMDB 75% de aprova ccedil; atilde;o da popula ccedil; atilde;o do Paran aacute;. Se temos um governo bem avaliado pela popula ccedil; atilde;o, se temos o maior partido do Paran aacute;, com o maior n uacute;mero de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e deputados, j aacute; definimos que a candidatura eacute; a do governador Orlando Pessuti rdquo;, declara.
Segundo a autoridade rondonense, apesar disso sempre ocorre no Paran aacute; de as decis otilde;es sobre coliga ccedil; otilde;es acontecerem no uacute;ltimo minuto, agrave;s vezes ldquo;na prorroga ccedil; atilde;o rdquo;. ldquo;Eu acreditava que seria um ano diferente, at eacute; porque a pr oacute;pria prioriza ccedil; atilde;o da candidatura em n iacute;vel federal, tanto da Dilma (Rousseff) como do (Jos eacute;) Serra, possibilitasse que no Paran aacute; os acordos e coliga ccedil; otilde;es fossem feitos com anteced ecirc;ncia. No entanto, tudo nos leva a crer que vai acontecer como nos outros anos. Apesar disso, o PMDB e o Pessuti continuam conversando com diversos partidos, tudo para montar uma coliga ccedil; atilde;o a favor do povo do Paran aacute; rdquo;, ressalta.

Abrir m atilde;o ou n atilde;o?
Em mar ccedil;o de 2009, o PMDB decidiu – at eacute; pela sua estrutura no Paran aacute; – que teria candidato pr oacute;prio no Estado. Com a proximidade da conven ccedil; atilde;o, o que se v ecirc; hoje eacute; que a press atilde;o para que o governador Orlando Pessuti desista da candidatura e o partido forme alian ccedil;a com PT e PDT est aacute; cada vez maior. Por eacute;m, o deputado estadual ressalta que foi o partido que intimou que o hoje governador fosse candidato, isso ainda no ano passado, salienta. ldquo;Se temos um candidato vi aacute;vel, que tem a aprova ccedil; atilde;o do seu governo junto agrave; popula ccedil; atilde;o, n atilde;o podemos deixar de ter candidato pr oacute;prio. O Pessuti est aacute; muito firme na sua posi ccedil; atilde;o. O que est aacute; acontecendo s atilde;o conversas para buscar mais apoios e fortalecer sua candidatura. N atilde;o temos d uacute;vida nenhuma de que ele eacute; o nosso candidato a governador rdquo;, analisa.

Coliga ccedil; atilde;o ideal
De acordo o rondonense, a coliga ccedil; atilde;o ideal para o Governo do Estado, Senado e para os deputados estaduais do PMDB eacute; manter as for ccedil;as que d atilde;o sustenta ccedil; atilde;o ao governo Luiz In aacute;cio Lula da Silva e ao governo Requi atilde;o e Pessuti. ldquo;No entanto, em pol iacute;tica em cada Estado eacute; uma situa ccedil; atilde;o diferente. A coliga ccedil; atilde;o ideal para a candidatura do Pessuti eacute; que a alian ccedil;a assuma as pol iacute;ticas p uacute;blicas que n oacute;s defendemos. O importante disso tudo eacute; que estamos firmes e marchando na candidatura do governador Pessuti para o Governo do Estado, e procurando alian ccedil;as que n atilde;o necessariamente possam ser as mesmas do governo federal rdquo;, revela.

Requi atilde;o x Pessuti
Sobre as cr iacute;ticas especialmente de Requi atilde;o contra Pessuti, ap oacute;s a troca da equipe de governo, Ademir diz que qualquer diverg ecirc;ncia neste momento n atilde;o eacute; boa para os dois. ldquo; Eacute; comum um partido pol iacute;tico ter diverg ecirc;ncia, mas elas precisam ser resolvidas internamente. Por conhecer h aacute; muitos anos o ex-governador Requi atilde;o e o governador Pessuti, acreditamos que com a for ccedil;a do partido possamos estar realmente juntos. N atilde;o podemos entender que durante sete anos os dois estiveram juntos e agora n atilde;o v atilde;o estar lado a lado em um momento importante para o Estado. Eles s atilde;o amigos, companheiros, e o Pessuti sempre foi leal com o Requi atilde;o e vice-versa. Ent atilde;o eacute; tudo uma quest atilde;o de conversa. A bancada est aacute; empenhada para chegarmos na conven ccedil; atilde;o unidos rdquo;, revela.

50 mil votos
Conforme o peemedebista, nenhum candidato a deputado estadual vai conseguir ser eleito com menos de 50 mil votos, independente do partido ou coliga ccedil; atilde;o. ldquo;Os partidos pequenos est atilde;o vendendo a ideia de que com menos de 50 mil votos ser aacute; poss iacute;vel eleger deputado, mas muitos deles n atilde;o fazem legenda. Ser aacute; uma elei ccedil; atilde;o muito disputada e n atilde;o haver aacute; este tipo de espa ccedil;o rdquo;, diz, acrescentando: ldquo;Estamos trabalhando com nossos companheiros porque o voto eacute; resultado do trabalho que estamos fazendo em toda a nossa regi atilde;o, das obras que aqui vieram e das que vir atilde;o enquanto a legisla ccedil; atilde;o eleitoral permitir. Nas elei ccedil; otilde;es anteriores a divulga ccedil; atilde;o das nossas a ccedil; otilde;es era muito pequena e gra ccedil;as aos companheiros que temos estamos conseguindo divulgar aquilo que o Estado tem investido aqui atrav eacute;s da nossa participa ccedil; atilde;o rdquo;, emenda.
Ademir, por fim, deixa um uacute;ltimo recado: ldquo;Gostaria de aproveitar a visita ao O Presente para agradecer por durante toda a minha vida p uacute;blica sempre ter tido apoio por parte deste jornal. Nunca me faltou isso e quero fazer este reconhecimento publicamente rdquo;, concluiu.

TOPO