Ford Ranger e Ecosport AGOSTO2
Ford Ranger e Ecosport AGOSTO1
Geral

Biblioteca da Unioeste será inaugurada quarta-feira

Nova biblioteca da Unioeste, em Marechal Cândido Rondon: 1.717 m² e um investimento de cerca de R$ 1,5 milhão. Foto: O Presente

Est aacute; marcada para as 19 horas da pr oacute;xima quarta-feira (10) a inaugura ccedil; atilde;o do novo pr eacute;dio da biblioteca da Universidade Estadual do Oeste do Paran aacute; (Unioeste), campus de Marechal C acirc;ndido Rondon. A informa ccedil; atilde;o eacute; do diretor geral do campus, Davi F eacute;lix Schreiner.
O evento dever aacute; contar com a presen ccedil;a da secret aacute;ria de Estado da Ci ecirc;ncia, Tecnologia e Ensino Superior, Lygia Puppato, do reitor Alcib iacute;ades Luiz Orlando, pr oacute;-reitores, diretores de centro, professores, acad ecirc;micos e funcion aacute;rios, al eacute;m de autoridades municipais e lideran ccedil;as.
Conforme o diretor, foram investidos na obra, que tem 1.717 metros quadrados, um total de R$ 1.416.720, 66, recursos do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ensino Superior. Al eacute;m disso, a Universidade investiu recursos pr oacute;prios da ordem de cerca de R$ 120 mil em mob iacute;lia e microcomputadores. A Universidade ainda disponibiliza rede de internet sem fio (wireless) para o uso de notebooks.
A nova biblioteca ter aacute; setor de restaura ccedil; atilde;o, sala de administra ccedil; atilde;o, se ccedil; atilde;o de peri oacute;dicos (revistas e jornais) e se ccedil; atilde;o de obras. Tamb eacute;m ter aacute; cabines individuais de estudo, salas de estudo em grupo, espa ccedil;o para leitura e outro com a biblioteca virtual, onde est atilde;o v aacute;rios computadores para consultas ao acervo e pesquisas na internet. O edif iacute;cio ainda vai abrigar o Centro Vocacional Tecnologia (CVT), com aparelhagem para videoconfer ecirc;ncia, mesa e estofado para 60 pessoas.

Um marco
Do ponto de vista do diretor do campus, a nova biblioteca representa uma grande conquista para a comunidade acad ecirc;mica. ldquo; Eacute; uma conquista incalcul aacute;vel, pois trata-se de uma obra que vem suprir uma demanda hist oacute;rica no campus, j aacute; que o local onde funciona atualmente a biblioteca originalmente foi projetado para ser sala de aula. Agora teremos um espa ccedil;o adequado para estudo, pesquisa e para acondicionar as obras e peri oacute;dicos rdquo;, salienta.
Segundo Schreiner, o espa ccedil;o amplo da biblioteca ser aacute; adequado para atender agrave;s demandas dos cursos de gradua ccedil; atilde;o, especializa ccedil; atilde;o, mestrado e doutorado. ldquo; Eacute; um marco na hist oacute;ria do campus e um marco da nossa administra ccedil; atilde;o, que prima pelo planejamento, pela transpar ecirc;ncia, pela boa aplica ccedil; atilde;o dos recursos p uacute;blicos. Ela eacute; uma evid ecirc;ncia de que pode-se ter administra ccedil; otilde;es p uacute;blicas s eacute;rias, corretas, transparentes e de que nas institui ccedil; otilde;es p uacute;blicas pode-se fazer coisas de qualidade rdquo;, pontua.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto
TOPO