Geral

Comunidade lindeira pede por mais segurança pública

As depend ecirc;ncias do CTG Sentinela dos Pampas, em Medianeira, estiveram lotadas ontem (1 ordm;) em raz atilde;o da realiza ccedil; atilde;o da 2 ordf; edi ccedil; atilde;o do F oacute;rum Regional de Seguran ccedil;a P uacute;blica, promovido pelo Conselho de Desenvolvimento dos Munic iacute;pios Lindeiros ao Lago de Itaipu. Centenas de pessoas prestigiaram a programa ccedil; atilde;o, dentre elas prefeitos, vereadores, lideran ccedil;as empresariais, autoridades policiais e do Poder Judici aacute;rio, l iacute;deres comunit aacute;rios, presidentes de associa ccedil; otilde;es e a comunidade em geral, dentre outros.
O secret aacute;rio de Estado de Seguran ccedil;a P uacute;blica, coronel Aramis Linhas Serpa, tamb eacute;m participou do evento e, ao final da programa ccedil; atilde;o, recebeu uma c oacute;pia da carta de inten ccedil; otilde;es que foi elaborada ao decorrer do dia, durante os grupos de discuss otilde;es. Por conta de outros compromissos agendados anteriormente, o governador Orlando Pessuti n atilde;o p ocirc;de se fazer presente ao F oacute;rum.
Ainda durante o evento, foram desenvolvidas quatro oficinas, tendo como tema: ldquo;Seguran ccedil;a na comunidade rdquo;, ldquo;Seguran ccedil;a: tema para a educa ccedil; atilde;o e a profissionaliza ccedil; atilde;o rdquo;, ldquo;Turismo regional como vetor de desenvolvimento sustent aacute;vel rdquo;, ldquo;Seguran ccedil;a: direito e dever de todos rdquo;.

Surto de crimes
O presidente do Conselho dos Lindeiros e prefeito de Marechal C acirc;ndido Rondon, Moacir Froehlich, diz que ap oacute;s a realiza ccedil; atilde;o da 1 ordf; edi ccedil; atilde;o, no ano passado, percebeu-se que durante um per iacute;odo houve tranquilidade. Por eacute;m, nos uacute;ltimos meses a criminalidade voltou a assustar os moradores dos munic iacute;pios da regi atilde;o. ldquo;Talvez por conta da repress atilde;o mais forte das autoridades federais e estaduais em cima do descaminho, do contrabando e tr aacute;fico, surgiu um outro problema, que eacute; a criminalidade nas comunidades. Houve um aumento de roubos, furtos, assaltos rel acirc;mpagos, pessoas sendo abordadas na rua etc. O que nos preocupa ainda mais eacute; que estes delinquentes fazem uso de arma em punho e colocam em risco a vida das pessoas. Portanto, entendemos que era necess aacute;rio outra vez discutir o tema para que as autoridades e as lideran ccedil;as saibam como a sociedade v ecirc; a situa ccedil; atilde;o da seguran ccedil;a na fronteira rdquo;, declara.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Momento de falar
De acordo com o prefeito rondonense, o F oacute;rum de Seguran ccedil;a serviu como uma oportunidade das pessoas falarem o que sabem e opinarem sobre o que pode ser melhorado. Para tanto, urnas foram instaladas no evento para garantir o anonimato das pessoas. ldquo;Fizemos mais uma vez o esfor ccedil;o de reunir centenas de pessoas para discutir seguran ccedil;a, que eacute; talvez o que mais aflige a nossa regi atilde;o. Acredito muito no evento e no resultado e tenho certeza que haver aacute; o comprometimento das autoridades constitu iacute;das. Entendo que ningu eacute;m mais do que os prefeitos querem a seguran ccedil;a e a paz de sua comunidade. Por isso, eles lideram e fazem frente a este movimento nesta discuss atilde;o rdquo;, afirma.

A ccedil; otilde;es
Moacir menciona que ap oacute;s a 1 ordf; edi ccedil; atilde;o foram realizadas a ccedil; otilde;es das autoridades constitu iacute;das quanto agrave; repress atilde;o ao tr aacute;fico, contrabando e descaminho. O mandat aacute;rio lamenta, no entanto, que ningu eacute;m conseguiu prever que ao ver sua renda escassa, o bandido iria agir na abordagem direta dos mun iacute;cipes da regi atilde;o, colocando de fato em risco a vida de muitos. ldquo;O contrabando coloca em risco a vida, mas eacute; algo de m eacute;dio prazo, pois a droga entra na casa das pessoas e ocorrem os desdobramentos. Mas o tipo de crime que est aacute; sendo praticado agora, nos munic iacute;pios, trouxe uma preocupa ccedil; atilde;o de que haja uma solu ccedil; atilde;o a curto prazo. Os prefeitos est atilde;o sendo procurados por associa ccedil; otilde;es comerciais, empres aacute;rios, m atilde;es, pais, enfim, pela comunidade em geral, no sentido de que eacute; preciso achar uma solu ccedil; atilde;o r aacute;pida. O F oacute;rum tem toda condi ccedil; atilde;o de sugerir e fazer os encaminhamentos necess aacute;rios e eventualmente cobrar as provid ecirc;ncias rdquo;, salienta.

Efetivo policial
O governador Orlando Pessuti, em visita recente agrave; regi atilde;o, anunciou que o 19 ordm; Batalh atilde;o de Toledo, que abrange inclusive o munic iacute;pio de Marechal C acirc;ndido Rondon, receberia um refor ccedil;o de mais 180 policiais. Entretanto, o contingente destinado n atilde;o foi o mesmo que o anunciado. Sobre o assunto, o presidente dos Lindeiros diz que a cobran ccedil;a continuar aacute;. ldquo;Se este governo n atilde;o puder aumentar o efetivo policial, vamos cobrar os candidatos a governador que v atilde;o se apresentar junto aos prefeitos e agrave;s lideran ccedil;as, para que eles assumam este compromisso, afinal, a primeira preocupa ccedil; atilde;o de todo mundo eacute; com a seguran ccedil;a rdquo;, conclui.

lt;galeria / gt;

TOPO