Copagril
Geral

Conscientização para coleta solidária é retomada

At eacute; o final de 2010, Santa Helena quer ser nbsp; exemplo no Estado no que tange ao trabalho de coleta seletiva. Isso porque a administra ccedil; atilde;o municipal, atrav eacute;s da uni atilde;o das secretarias de Agricultura e Meio ambiente, de Obras, Urbanismo e Transportes e de Educa ccedil; atilde;o, Cultura e Esportes, retomou o trabalho de conscientiza ccedil; atilde;o do programa Coleta Seletiva de Res iacute;duos. Um trabalho intenso est aacute; sendo realizado na cidade, mas a inten ccedil; atilde;o eacute; que at eacute; o final do pr oacute;ximo ano a coleta seletiva j aacute; esteja acontecendo tamb eacute;m nos distritos e demais comunidades do interior.
A conscientiza ccedil; atilde;o para a necessidade de separa ccedil; atilde;o de res iacute;duos precisa ser refor ccedil;ada de tempos em tempos, diz o diretor do Departamento Municipal de Meio Ambiente de Santa Helena, Leandro Franzen. ldquo;Por isso estamos retomando, para refor ccedil;ar junto aos cidad atilde;os a import acirc;ncia da separa ccedil; atilde;o dos res iacute;duos em suas casas e empresas, para que entendam que o benef iacute;cio eacute; a eles pr oacute;prios rdquo;, justifica. Ele exp otilde;e que o trabalho de conscientiza ccedil; atilde;o est aacute; sendo feito por meio de distribui ccedil; atilde;o de folders, im atilde;s de geladeira e sacola tematizada e promo ccedil; atilde;o de campanha institucional. As secretarias tamb eacute;m devem manter a ccedil; atilde;o com palestras em escolas, clubes, associa ccedil; otilde;es, entre outros.

Trabalho

Al eacute;m da campanha, o trabalho est aacute; abrangendo uma mudan ccedil;a em dias e hor aacute;rios da coleta. Agora, agrave;s ter ccedil;as e sextas-feiras a coleta de res iacute;duos recicl aacute;veis eacute; feita no centro da cidade e bairros Vila Rica, Baixada Amarela, S atilde;o Luiz e Cidade Alta. Agrave;s segundas e quintas-feiras, o trabalho eacute; levado aos conjuntos habitacionais e loteamentos. ldquo;Com o novo roteiro, a coleta fica mais organizada e a comunidade sabe exatamente o dia que o caminh atilde;o passa rdquo;, menciona.
Franzen ressalta que grande parte do material que a popula ccedil; atilde;o descarta eacute; mat eacute;ria-prima para a reciclagem e, se for separada adequadamente, dinamiza o trabalho na usina de reciclagem, para o trabalho de sele ccedil; atilde;o de res iacute;duos na esteira, bem como evita que esses produtos sejam destinados ao aterro. ldquo;S atilde;o dois aspectos: o primeiro eacute; que ao evitarmos que material recicl aacute;vel v aacute; para o aterro, aumentamos sua vida uacute;til; o segundo eacute; que a destina ccedil; atilde;o de res iacute;duos para a reciclagem colabora com o meio ambiente e tamb eacute;m para a manuten ccedil; atilde;o de cerca de 40 fam iacute;lias dos agentes ambientais que lidam com os res iacute;duos recicl aacute;veis de Santa Helena rdquo;, argumenta, lembrando que desde 2006 a coleta seletiva do munic iacute;pio e o processo de triagem, separa ccedil; atilde;o, organiza ccedil; atilde;o e posterior venda eacute; feita pela Cooperativa dos Agentes Ambientais.
A cooperativa est aacute; sediada na usina do munic iacute;pio. A prefeitura cedeu dois caminh otilde;es e os motoristas para a cooperativa, que divide seu pessoal no recolhimento junto com os caminh otilde;es e no trabalho da usina. Tamb eacute;m s atilde;o os pr oacute;prios agentes, junto com servidores municipais, que distribuem as sacolas e material informativo nas casas dos santa-helenenses.

Resultados
O diretor de Meio Ambiente avalia que a coleta seletiva de Santa Helena est aacute; sendo bastante eficiente, ldquo;mas pode melhorar rdquo;, diz. Atualmente, s atilde;o recolhidas mensalmente em torno de 50 toneladas de res iacute;duos por m ecirc;s. Franzen cita uma pesquisa acad ecirc;mica para conclus atilde;o de curso que apontou que, dos res iacute;duos que chegam agrave; usina, somente em torno de 14% ainda n atilde;o est atilde;o sendo separado pela popula ccedil; atilde;o, o que caracterizaria uma efici ecirc;ncia de at eacute; 85%. ldquo;Mas acreditamos que eacute; poss iacute;vel melhorar, com campanhas de conscientiza ccedil; atilde;o constante e mudan ccedil;as no sistema de coleta rdquo;, avalia.
Com a amplia ccedil; atilde;o da coleta para os distritos, o Departamento do Meio Ambiente avalia que seja poss iacute;vel coletar de 70 a 80 toneladas de res iacute;duos s oacute;lidos a serem destinados agrave; reciclagem. Dessa forma, tamb eacute;m ser aacute; poss iacute;vel ampliar o n uacute;mero de cooperados na Cooperativa de Agentes Ambientais, incluindo catadores dos distritos.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Calend aacute;rio
Franzen detalha que a campanha de conscientiza ccedil; atilde;o est aacute; abrangendo ainda a coleta comum, de org acirc;nicos e rejeitos (restos de comida, plantas mortas, papel higi ecirc;nico, papel manchado, frutas, verduras, entre outros). ldquo;O calend aacute;rio de recolhimento destes eacute; diferente da coleta seletiva e os caminh otilde;es tamb eacute;m s atilde;o espec iacute;ficos rdquo;, lembra. Os caminh otilde;es passam recolhendo os org acirc;nicos e rejeitos todos os dias no centro da cidade e nos bairros Vila Rica, Baixada Amarela, S atilde;o Luiz e Cidade Alta. J aacute; nos conjuntos habitacionais e loteamentos os caminh otilde;es passam tr ecirc;s vezes por semana.
Outra orienta ccedil; atilde;o eacute; para que os mun iacute;cipes sigam o cronograma para recolha de galhos e folhas. A cidade foi dividida em setores, que t ecirc;m semanas espec iacute;ficas para recolher este tipo de produto. ldquo;Antes de fazer podas e limpeza dos lotes, o cidad atilde;o deve entrar em contato com a prefeitura para saber em que semana o caminh atilde;o vai passar na sua rua para recolher. Definimos uma semana do m ecirc;s para cada setor. Al eacute;m disso, lembramos a popula ccedil; atilde;o que os meses indicados para poda de aacute;rvores s atilde;o de maio a agosto rdquo;, salienta o diretor.

Motivos
Questionado sobre os argumentos dados agrave; popula ccedil; atilde;o para que fa ccedil;a a separa ccedil; atilde;o de res iacute;duos, Franzen enumera: ldquo;Proporciona qualidade de vida agrave; popula ccedil; atilde;o atual e futura; contribui com o meio ambiente, reduzindo n iacute;veis de polui ccedil; atilde;o; gera emprego e renda; melhora o visual do munic iacute;pio; reduz custos de produ ccedil; atilde;o e proporciona mais dignidade a quem trabalha com os res iacute;duos. Eacute; uma quest atilde;o de consci ecirc;ncia e de prote ccedil; atilde;o ao meio que vivemos rdquo;, conclui.

lt;galeria / gt;

TOPO