Geral

Cotação do milho em baixa alivia perdas na suinocultura

A cotação do milho em baixa tem aliviado o custo de produção da suinocultura: momento é de atenção para saber como o mercado se comportará (Foto: O Presente)

As cota ccedil; otilde;es da soja, milho e trigo tiveram esta semana mais perdas e recuaram ao menor n iacute;vel em tr ecirc;s meses na Bolsa de Chicago. O trigo foi o produto que mais caiu nos uacute;ltimos dias, com desvaloriza ccedil; atilde;o de 8% na semana e queda de 7% no ano. O milho, que recuou 4% na semana, j aacute; acumula baixa de 11% este ano. A soja registra desvaloriza ccedil; atilde;o de 3% na semana e de 9% no ano.
Enquanto o agricultor se v ecirc; preocupado com os pre ccedil;os, os suinocultores, por outro lado, se veem um pouco aliviados, j aacute; que com a desvaloriza ccedil; atilde;o da cota ccedil; atilde;o do milho o custo de produ ccedil; atilde;o se mant eacute;m equilibrado com rela ccedil; atilde;o ao pre ccedil;o negociado pelo quilo do su iacute;no, que se mant eacute;m h aacute; cerca de duas semanas na m eacute;dia de R$ 2,10. ldquo;Normalmente a primeira quinzena de janeiro eacute; complicada para a suinocultura. J aacute; estamos na segunda quinzena ent atilde;o agora come ccedil;a a normalizar os abates. E em fun ccedil; atilde;o do calor, nos meses de janeiro, fevereiro e mar ccedil;o normalmente h aacute; uma diminui ccedil; atilde;o do consumo de carne su iacute;na. Mas at eacute; que o pre ccedil;o est aacute; sendo mantido rdquo;, diz o assessor t eacute;cnico da Associa ccedil; atilde;o Regional de Suinocultores do Oeste (Assuinoeste), Leoclides Luiz Roso Bisognin.
De acordo com o profissional, o pre ccedil;o de R$ 2,10 n atilde;o eacute; bom para a suinocultura, mas em fun ccedil; atilde;o da cota ccedil; atilde;o do milho estar baixa ao menos o produtor est aacute; conseguindo arcar com os custos de produ ccedil; atilde;o. ldquo;A queda do pre ccedil;o do milho eacute; que est aacute; proporcionando isso. Se o milho estivesse cotado entre R$ 18 e R$ 20, a iacute; o produtor estaria no preju iacute;zo. A alimenta ccedil; atilde;o tem um peso muito forte em termos de custos de produ ccedil; atilde;o da suinocultura rdquo;, menciona.

Isen ccedil; atilde;o de ICMS
Questionado se a isen ccedil; atilde;o de ICMS sobre opera ccedil; otilde;es da suinocultura, que foi prorrogada at eacute; o dia 28 de fevereiro, est aacute; proporcionando reflexos positivos na suinocultura, Bisognin explica que se o governo n atilde;o tivesse tomado esta medida o Paran aacute; estaria favorecendo outros Estados. ldquo;E a iacute; poder iacute;amos ter mais problemas. Mas como o governo fez a mesma coisa que Santa Catarina e S atilde;o Paulo, continuamos competitivos no mercado. Isso possivelmente eacute; que permite o produtor receber R$ 2,10 pelo quilo do su iacute;no. Se n atilde;o tivesse feito essa redu ccedil; atilde;o de ICMS n atilde;o poder iacute;amos competir com outros Estados e a iacute; a situa ccedil; atilde;o seria pior para o suinocultor paranaense rdquo;, aponta.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Expectativa 2010
Para 2010, o assessor t eacute;cnico da Assuinoeste diz que embora a regi atilde;o Sul tenha plantado menos milho, a produtividade poder aacute; compensar a aacute;rea de cultivo menor. Al eacute;m disso, os estoques brasileiros s atilde;o grandes. ldquo;Hoje se fala que se o Brasil n atilde;o exportar de seis a sete milh otilde;es de toneladas de milho haver aacute; uma sobra muito grande do gr atilde;o. H aacute; um temor do produtor que v aacute; sobrar o produto no mercado. Se exportar essa quantidade, poder aacute; melhorar o pre ccedil;o. Caso isso n atilde;o venha a ocorrer, a cota ccedil; atilde;o do milho se manter aacute; baixa. Entretanto, no ano que vem com certeza haver aacute; uma diminui ccedil; atilde;o maior ainda em termos de plantio de milho e o gr atilde;o passa a ser de novo um produto mais caro, o que eacute; ruim para a suinocultura. Os Estados Unidos n atilde;o sabem ainda se v atilde;o utilizar mais milho para aumentar a produ ccedil; atilde;o de etanol. Caso isso n atilde;o aconte ccedil;a, haver aacute; tamb eacute;m uma sobra tanto de milho como de soja e vai influenciar para baixo os pre ccedil;os. O produtor de milho com certeza est aacute; muito apreensivo, porque como tem uma safra muito grande no mercado externo ele n atilde;o v ecirc; muita esperan ccedil;a de ter um pre ccedil;o melhor rdquo;, declara.

TOPO