Copagril
Geral

Crack marca um “divisor de águas” no combate às drogas

Foto: Maria Cristina Kunzler

O crack eacute; considerado uma das mais perigosas drogas. Primeiro, porque provoca a depend ecirc;ncia de forma mais r aacute;pida do que outros entorpecentes. Segundo, porque devassa o acirc;mbito familiar e torna o usu aacute;rio um prisioneiro. Por se tratar de um grande problema para a sociedade, O Presente passa a veicular a partir de hoje (1 ordm;) uma s eacute;rie de reportagens sobre o assunto. Conforme o comandante da 2 ordf; Cia da Pol iacute;cia Militar de Marechal Rondon, Jos eacute; Novach (foto), o crack ldquo;revolucionou rdquo; completamente a maneira como eacute; feito o tr aacute;fico de drogas, se tornando um divisor entre antes e depois do t oacute;xico. ldquo;As autoridades ainda est atilde;o aprendendo a combater esta droga. A comunidade em si est aacute; vendo agora o crack como um potencial perigo para a sociedade. Muitas fam iacute;lias est atilde;o revendo conceitos rdquo;, afirma. Segundo ele, a proximidade com o Paraguai dificulta o trabalho policial.

LEIA MAT Eacute;RIA COMPLETA NA EDI Ccedil; Atilde;O IMPRESSA

Casa do Eletricista CÂMERAS
TOPO