Copagril
Geral

Dos internados por droga, 98% são devido ao uso de crack

Foto: O Presente

O crack quebrou todas as barreiras e se instalou como um mal que est aacute; cada vez mais presente na sociedade: n atilde;o h aacute; limite de idade, sexo, grupo, classe social, situa ccedil; atilde;o de vulnerabilidade, cidade ou local de venda ou consumo. O problema eacute; a capacidade que ele tem de causar depend ecirc;ncia. Segundo especialistas, basta consumir uma vez para se tornar dependente. Atualmente, conforme a assistente social Sandra Stenzel, o enfermeiro Evandinei Dal Molin e a psic oacute;loga Priscila Pereira (foto), do Hospital Filad eacute;lfia, de Marechal Rondon, em torno de 98% das vagas ocupadas por dependentes qu iacute;micos de droga na unidade psiqui aacute;trica s atilde;o pelo uso de crack. Al eacute;m disso, existe uma lista de espera de pessoas que aguardam vagas para internamento. Por esta raz atilde;o, do ponto de vista dos profissionais, o problema eacute; considerado alarmante. Eles mencionam que cerca de 80% dos pacientes t ecirc;m reca iacute;da e o iacute;ndice de recupera ccedil; atilde;o total eacute; de apenas 5%.

LEIA MAT Eacute;RIA COMPLETA NA EDI Ccedil; Atilde;O IMPRESSA

TOPO