Pref. Pato Bragado Natal em Canto 2019
Geral

Foi um ano de muita experiência, avalia Rudi Kuns

Prefeito Rudi Kuns: Acredito que 2010 não será como 2008, mas vai ser com certeza melhor do que 2009, lembrando também que ano que vem nós começamos a trabalhar com o nosso orçamento. Foto: Maria Cristina Kunzler

Primeiro ano como prefeito de Quatro Pontes, mandat aacute;rio diz que a gest atilde;o foi marcada pela queda da arrecada ccedil; atilde;o. Para 2010, as perspectivas s atilde;o de melhorias neste sentido

Ex-vice-prefeito por duas oportunidades em Quatro Pontes, na gest atilde;o 2000-2004 e 2004-2008, Rudi Kuns assumiu a municipalidade em 1 ordm; de janeiro deste ano. No decorrer de 2009, uma ingrata surpresa atingiu os munic iacute;pios: a queda na arrecada ccedil; atilde;o. Com isso, as prefeituras precisaram se readequar a um novo or ccedil;amento. Este conjunto fez com que o ano trouxesse muita experi ecirc;ncia administrativa ao prefeito, que precisou promover a ccedil; otilde;es de conten ccedil; atilde;o de despesas, mas n atilde;o deixando de investir onde se fez necess aacute;rio.
Em entrevista agrave; reportagem do Jornal O Presente, ontem (1 ordm;), o mandat aacute;rio fez uma avalia ccedil; atilde;o de 2009, falou sobre as perspectivas para 2010 e a poss iacute;vel mudan ccedil;a na equipe de governo, comentou sobre as pr oacute;ximas elei ccedil; otilde;es, dentre outros assuntos. Confira.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

Avalia ccedil; atilde;o de 2009
Em fun ccedil; atilde;o da queda na arrecada ccedil; atilde;o, Rudi considera que 2009 foi muito at iacute;pico. Se antes a economia estava aquecida e havia um crescimento da arrecada ccedil; atilde;o, este quadro se reverteu no decorrer deste ano. Isso ocasionou uma mudan ccedil;a administrativa. ldquo;N oacute;s adotamos uma s eacute;rie de medidas, sendo que muitas delas devem continuar e at eacute; mesmo serem ampliadas para 2010. Mas, ao final, conseguimos atingir nossos objetivos de manter um caixa seguro, manter a seguran ccedil;a financeira de todo o munic iacute;pio e demos andamento agrave;s obras previstas. Nesta reta final, consideramos a equipe vitoriosa por ter superado um ano dif iacute;cil. Resumindo: em 2009 conseguimos atingir nossos objetivos e assegurar que o munic iacute;pio ande com a sa uacute;de financeira boa para os pr oacute;ximos tr ecirc;s anos rdquo;, aponta.

Reta final do ano
Nesta reta final de primeiro ano de mandato, o prefeito diz que est aacute; sendo iniciada mais uma obra, a ilumina ccedil; atilde;o rebaixada em nove quadras, al eacute;m de ter sido retomada a constru ccedil; atilde;o da f aacute;brica de doces, em um investimento municipal de R$ 125 mil, bem como foi conclu iacute;da a amplia ccedil; atilde;o da escola municipal. ldquo;Estamos agora com um projeto que j aacute; foi para a C acirc;mara, o qual est aacute; sendo normatizado e deve ainda ser implementado ainda este ano, que eacute; o aux iacute;lio financeiro para constru ccedil; atilde;o de casas populares. Eacute; um pacote inovador que vai ajudar com R$ 3 mil em material de constru ccedil; atilde;o os mun iacute;cipes que t ecirc;m renda de at eacute; cinco sal aacute;rios-m iacute;nimos e um terreno. Queremos melhorar, com isso, o setor de habita ccedil; atilde;o do munic iacute;pio. Pretendemos fazer o lan ccedil;amento deste programa ainda este ano rdquo;, revela o mandat aacute;rio.
Outra obra que deve ser conclu iacute;da eacute; a implanta ccedil; atilde;o de pedras irregulares em frente agrave; loja de conveni ecirc;ncia constru iacute;da junto agrave; Ind uacute;stria Samoll eacute;. Concluindo esta etapa, ser aacute; poss iacute;vel, em breve, inaugurar o local.

Rela ccedil; atilde;o com a C acirc;mara

Em seu primeiro ano como prefeito, Rudi diz n atilde;o ter tido problema no que se refere ao relacionamento com os vereadores. Mais do que isso, ele ressalta que os parlamentares sempre trabalham com seriedade e visando o melhor para o munic iacute;pio. ldquo;H aacute; um entendimento muito bom entre o Poder Executivo e Legislativo e at eacute; agradecemos ao trabalho dos vereadores, que aprovaram o que encaminhamos para a Casa de Leis. Eacute; um ano diferente, que exige mais da C acirc;mara e da administra ccedil; atilde;o, mas o relacionamento foi bom rdquo;, comenta.

Mudan ccedil;as internas
Duas mudan ccedil;as j aacute; est atilde;o definidas internamente pela prefeitura. A primeira, revela o mandat aacute;rio, eacute; no Departamento de Sa uacute;de. Isso porque o atual diretor, Jo atilde;o Lauffer, j aacute; manifestou desejo de deixar o cargo para se dedicar a projetos particulares. No entanto, ainda n atilde;o existe um nome definido para assumir o comando da pasta. ldquo;Isso eacute; algo que vamos deixar para discutir no in iacute;cio de 2010, visando sempre o melhor da comunidade rdquo;, salienta.
Outra quest atilde;o que j aacute; est aacute; acertada eacute; que o Departamento de Via ccedil; atilde;o e Obras precisa ser ampliado para atender melhor principalmente o interior. ldquo;O munic iacute;pio tem sua economia baseada na agricultura, por isso precisamos ampliar o departamento, tanto em termos de m aacute;quina como de pessoal, para melhorarmos o atendimento neste sentido. Hoje a estrutura que temos j aacute; n atilde;o comporta as necessidades e exig ecirc;ncias rdquo;, menciona.

Perspectivas para 2010
Para 2010, o chefe do Poder Executivo diz que a perspectiva eacute; de que haja uma melhoria na arrecada ccedil; atilde;o, e que, aliado aos recursos municipais, obras previstas possam ser implantadas. ldquo;Por outro lado, h aacute; os recursos que estamos pleiteando junto ao governo federal. S atilde;o v aacute;rios projetos, como de pedras irregulares, amplia ccedil; atilde;o da escola estadual, enfim, dependemos destes recursos. Sabemos que existe uma restri ccedil; atilde;o da libera ccedil; atilde;o de recursos estaduais para o ano que vem, mas vindo esta verba h aacute; uma expectativa muito boa. Acredito que 2010 n atilde;o ser aacute; como 2008, mas vai ser com certeza melhor do que 2009, lembrando tamb eacute;m que ano que vem n oacute;s come ccedil;amos a trabalhar com o nosso or ccedil;amento, o qual foi elaborado de forma mais apropriada para a realidade da nossa administra ccedil; atilde;o rdquo;, pontua.
Por outro lado, a equipe foi reestruturada visando trabalhar com mais efici ecirc;ncia ainda em 2010.

Elei ccedil; otilde;es 2010
Questionado sobre como o munic iacute;pio vai se comportar nas elei ccedil; otilde;es do ano que vem, j aacute; que o prefeito eacute; do DEM e o vice-prefeito Paulo Brandt do PMDB, o mandat aacute;rio enfatiza que vai seguir as quest otilde;es partid aacute;rias, mas ser aacute; preciso administrar bem esta situa ccedil; atilde;o para n atilde;o haver preju iacute;zos para o munic iacute;pio neste processo. ldquo;Ainda n atilde;o est aacute; definido quem vamos apoiar ao Governo do Estado, at eacute; porque ainda s atilde;o apenas pr eacute;-candidatos. As prefer ecirc;ncias pelos nomes ainda vamos aguardar, mas podemos dizer que h aacute; muitos nomes bons. O quadro est aacute; interessante em termos de poss iacute;veis candidatos para o governo rdquo;, afirma.

TOPO