Ford Ranger e Ecosport Set/2020
Copagril – Compras no Site
Geral

Instabilidade em sistema doTJ-PR suspende prazos processuais

Uma instabilidade no acesso ao sistema de Processo Eletrônico do Judiciário (Projudi) do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) paralisou vários serviços e provocou o cancelamento de audiências em vários lugares do estado ontem (29). De acordo com o TJ-PR, o problema aconteceu pela necessidade de vários testes para adequação do sistema.

O presidente do TJ-PR, desembargador Clayton Camargo, determinou a suspensão dos prazos processuais que dependam do sistema Projudi nesta segunda-feira. Desde sábado (27), técnicos realizam mudanças na central de informática do TJ-PR em Curitiba. A previsão inicial era que tudo fosse normalizado na manhã de segunda-feira, porém houve atraso e o sistema ficou instável, prejudicando também o acesso ao Projudi.

Casa do Eletricista – GENCO

De acordo com o juiz Ademir Richter, da Vara de Infância e Juventude em Londrina, vários atendimentos e serviços foram prejudicados. “Era para o sistema ser reiniciado às 5 horas, mas não foi possível. Assim, na parte da manhã não conseguimos fazer nada. À tarde, várias varas precisaram remarcar as audiências previstas”, explicou.

Como a instabilidade foi por mais de duas horas, foi determinada a suspensão dos prazos processuais. Segundo o TJ-PR, além da mudança, o alto número de acessos também contribuiu para a instabilidade do sistema.

TOPO