Copagril – Compras no Site
Geral

Itaipu estimulará municípios a seguir exemplo rondonense

Luciany Franco/OP
Diretor de coordenação da Itaipu, Nelton Friedrich

Por ocasião de sua participação no encerramento do projeto “2ª Árvore Por Habitante – Espécies Nativas” em Marechal Cândido Rondon, no domingo (28), o diretor de Coordenação e Meio Ambiente da Itaipu Binacional, Nelton Friedrich, revelou que a hidrelétrica pretende utilizar a experiência desenvolvida a partir da Associação Comercial e Empresarial (Acimacar) para estimular outras entidades e municípios da Bacia do Paraná 3 a realizarem ações semelhantes.

“A experiência que Marechal Cândido Rondon está vivendo é uma semeadura para outras associações comerciais e outros municípios reproduzirem o exemplo”, salienta. A Itaipu é parceira na campanha e realiza o fornecimento de mudas. Ao final do projeto, a associação rondonense deverá encaminhar uma documentação à Binacional relatando o processo desde a primeira até a última árvore plantada e o que significou para a cidade.

Casa do Eletricista – GENCO

“Essa documentação queremos encaminhar para todas as associações comerciais do Brasil. E na região vamos estimular as 29 cidades onde existe o Programa Cultivando Água Boa”, enfatizou Friedrich. O diretor ainda ressaltou que o projeto da Acimacar não se limita a incentivar o plantio de mudas, mas também engloba o georreferenciamento.

“Isso faz com que elas não fiquem ao Deus dará, as árvores são monitoradas e desse modo é que serão realmente benéficas para a sociedade”, enalteceu.

Exaltação

Na visão do diretor, o fato de cada morador do município ter uma árvore plantada e esse trabalho ser coordenado por uma entidade de classe que representa a área econômica traduz a preocupação econômica, social, política e ambiental dela. “E isso é algo que precisa ser exaltado”, frisa.

Na ocasião, Friedrich lembrou que, além da campanha de árvores, Marechal Rondon também foi pioneiro na experiência do condomínio cooperativo de agroenergia, projeto desenvolvido também a partir da Plataforma Itaipu de Energias Renováveis.

“Esse ineditismo do município faz com que possamos reproduzir, como fiz recentemente em um fórum mundial do meio ambiente, citando detalhadamente a experiência da Acimacar. Portanto, já estamos usando o exemplo de Marechal Rondon em outros auditórios e eventos”, revelou. 

TOPO