Copagril
Geral

Jornal diz que França monitora telefonemas dos cidadãos

Assim como fazia a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, em inglês), a França monitora milhões de telefonemas, e-mails e mensagens de celular dos franceses, afirmou ontem (04) o jornal “Le Monde”. O caso, inclusive, causa controvérsia judicial no país, uma vez que a lei francesa permite o armazenamento desses dados, já que não há regulação nem proibição para que isso seja feito.

Os procedimentos, assim como no caso americano, não se centram nos conteúdos das comunicações, mas nos “metadados”: quem contata quem. Contudo, no caso da internet há a possibilidade de se ver o conteúdo. Segundo a publicação, quem coleta os dados é a Direção-Geral de Segurança Exterior (DGSE).

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Os políticos, inclusive, sabem dos vazamentos, mas mantêm segredo. Os dados ficam disponíveis para uma série de agências francesas a cargo da segurança, desde os serviços alfandegários à inteligência militar, interior, exterior e financeira, entre outras.

Segundo o site WikiLeaks, a França é um dos países com a rede mais eficiente de espionagem do mundo.

TOPO