Copagril
Geral

Liminar prevê multa de R$ 5 mil/hora a caminhoneiro que obstruir rodovias

Arquivo/Folha de Londrina

Em diversas regiões do Paraná, a paralisação causou desabastecimento dos combustíveis

Uma força-tarefa montada pela Advocacia-Geral da União (AGU) garante a liberação das rodovias federais em pelo menos seis estados brasileiros. No Paraná, a medida vale para a região de Curitiba.

As estradas estão bloqueadas desde domingo (22) devido a manifestação de caminhoneiros, e só no estado do Paraná são mais de 50 pontos com o tráfego de caminhões interrompido. Apenas carros de passeio, cargas vivas e alimentos perecíveis estão sendo liberados.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Em diversas regiões do Paraná, a paralisação causou desabastecimento dos combustíveis, que estão sendo comercializados a preços elevados.

Em Curitiba, liminar da 4ª Vara Federal impede a ocupação de todas as estradas e rodovias sob jurisdição da Seção Judiciária da capital paranaense, também com multa de R$ 5 mil por hora de descumprimento da determinação, e de igual valor para o condutor que estiver ocupando a via indevidamente, conforme prevê o Código de Processo Civil. No interdito probitório, a AGU afirma que o protesto está “impedindo o direito de ir e vir dos condutores de veículos que queiram trafegar pelas rodovias federais do estado do Paraná”. O pedido inicial era de R$ 100 mil/hora de multa para cada motorista que desobedecesse a decisão.

TOPO