Ford Ranger e Ecosport Set/2020
Copagril – Compras no Site
Geral

Mais de 100 mil pessoas participam da abertura da Jornada

Danilo Verpa
Nem a chuva fina foi capaz de afugentar os peregrinos

Mais de 100 mil pessoas participam da abertura oficial da Jornada Mundial da Juventude na noite desta terça-feira (23), em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, segundo a Polícia Militar. Os peregrinos portam bandeiras de diversos países e lotam a praia para acompanhar a missa inaugural, o único ato central que não tem a presença do papa Francisco, que passou o dia descansando na Residência Assumpção, da arquidiocese, no morro do Sumaré, Rio Comprido, zona norte carioca.

No início da noite, uma chuva fina caia sobre a praia de Copacabana. Mas nem isso foi capaz de afugentar os peregrinos. Alguns diziam que o clima era de réveillon. Até as 19h10, muita gente ainda chegava para acompanhar o evento. Jovens de cinco continentes rezaram o Terço Missionário no palco. A missa será presidida pelo arcebispo dom Orani Tempesta. O dia termina às 23 horas com apresentações musicais.

Casa do Eletricista – GENCO

 

Enquanto milhares de pessoas passam frio na areia de Copacabana, alguns religiosos faziam fila atrás do palco para aplaudir e ovacionar os líderes católicos de seus países. Eles desceram sorridentes do ônibus, passaram pelo corredor humano de uns dez metros e entraram no espaço reservado.

 

Mas nem todos os jovens que estão nas areias de Copacabana há mais de quatro anos estão cem por cento atentos ao evento que abre a Jornada. Em um dos cantos, longe do palco, um grupo de três garotos venezuelanos conversam animadamente com duas garotas brasileiras.

Além de traduzir a música famosa de Michel Teló em suas respectivas línguas, eles também enriquecem o vocabulário para a hora da “balada”. Perto do mar, apesar do frio de menos de quinze graus neste início de noite, dançam e cantam de forma animada. Mas milhares de pessoas estão sentadas na areia em frente aos dez telões espalhados pela orla. No inicio da cerimônia, jovens de vários países rezavam dezenas, em chinês, português, espanhol e inglês.

TOPO