Geral Apoio ao ex-presidente

Manifestantes pró-Lula marcam protestos para sábado e domingo em Curitiba

Foto: Juliana Dantas

Integrantes da Central Única dos Trabalhadores e do Partido dos Trabalhadores marcaram para este sábado (07) e domingo (08) novas manifestações em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba. Neste sábado, os apoiadores devem se reunir pela manhã em ato no Palácio Iguaçu, sede do Governo do Paraná. No dia seguinte, a manifestação está marcada para ocorrer às 10 horas, na Praça Santos Andrade.

Nesta sexta-feira (06), um ato começou por volta das 14 horas e reuniu cerca de 400 pessoas no início da noite também na Praça Santos Andrade, em frente ao prédio histórico da Universidade Federal do Paraná.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

A concentração mantém expectativa de orientação da base que se formou entorno do ex-presidente em São Bernardo do Campo (SP). Lula já decidiu não sair do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

O juiz Sergio Moro deu o prazo de até 17 horas para que o ex-presidente se entregasse e começasse a cumprir sua pena de 12 anos e um mês de prisão. Assim que o prazo chegou, estourou o coro de “não tem arrego” entre militantes.

A Polícia Federal (PF) foi avisada por interlocutores de Lula que ele está à disposição e não resistirá à prisão.

O ex- presidente não pretende, no entanto, sair do sindicato para ir à sede da corporação. Os policiais teriam que buscá-lo. A PF, no entanto, teme pela segurança já que o local está cercado por militantes. As negociações continuam.

Segundo a assessoria de imprensa da 13ª Vara Federal do Paraná, o ex-presidente Lula não pode ser considerado foragido e também não terá descumprido ordem judicial se não se apresentar depois deste horário.

No despacho de quinta (05), o juiz Sergio Moro concedeu “em atenção à dignidade do cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17 horas.

Após o horário determinado pela Justiça, segundo a assessoria, cabe a Polícia Federal definir como vai prender. A PF já tem em mãos o mandado de prisão.

 

Com informações Bem Paraná

TOPO