Ecoville – Maior rede de limpeza
Ford Show Rural
Geral

Notas de R$ 1 e R$ 10 de plástico ainda têm valor

Apesar de serem cada vez mais escassas, as notas de R$ 1 e de R$ 10 agrave; base de pl aacute;stico ainda t ecirc;m valor. O esclarecimento eacute; do gerente do Banco do Brasil, Everaldo Bach, segundo o qual, ambos os modelos de c eacute;dulas est atilde;o em processo de retirada de circula ccedil; atilde;o pelas institui ccedil; otilde;es financeiras, por ordem do Banco Central.
Nos uacute;ltimos dias, alguns empres aacute;rios de estabelecimentos comerciais se negaram a receber as referidas notas, no entanto, o banc aacute;rio ressalta que o numer aacute;rio pode ser aceito e trocado em qualquer ag ecirc;ncia banc aacute;ria.
As notas de R$ 1 est atilde;o sendo recolhidas pelos bancos e ser atilde;o extintas para serem substitu iacute;das por moedas, em raz atilde;o da durabilidade das mesmas. A fabrica ccedil; atilde;o das referidas notas j aacute; foi suspensa h aacute; quatro anos. ldquo;Em raz atilde;o da grande circula ccedil; atilde;o das notas, elas acabavam sendo dilaceradas muito facilmente. Em torno de 95% das notas de R$ 1 que chegam at eacute; n oacute;s est atilde;o em p eacute;ssimo estado de conserva ccedil; atilde;o rdquo;, declara o gerente da ag ecirc;ncia rondonense.

Integridade
O uacute;nico requisito para que as notas sejam aceitas pelos bancos para substitui ccedil; atilde;o eacute; que possuam mais de 50% de integridade. ldquo;A nota s oacute; eacute; aceita para troca no banco se tiver mais de 50% do tamanho original, pois se fosse aceita pela metade, qualquer nota, dividida ao meio, poderia ser trocada por duas em bancos diferentes rdquo;, explica Everaldo.
As notas de R$ 1, em geral, s atilde;o recebidas rasgadas, riscadas e at eacute; mesmo faltando partes, resultado de um uso intenso.
Quando da sua cria ccedil; atilde;o, tinha-se a expectativa de que as notas de R$ 10 de pl aacute;stico teriam durabilidade quatro vezes maior do que as demais c eacute;dulas. No entanto, com o tempo elas apresentaram alguns defeitos, como encolhimento devido agrave; exposi ccedil; atilde;o ao calor e desgaste r aacute;pido de sua colora ccedil; atilde;o; al eacute;m disso, o custo de fabrica ccedil; atilde;o tamb eacute;m eacute; mais caro em compara ccedil; atilde;o agrave;s de papel.
Conforme o gerente, o Banco Central n atilde;o estimulou prazo para a substitui ccedil; atilde;o total das notas de R$ 1 e de R$ 10. Mesmo assim, j aacute; eacute; mais f aacute;cil para o usu aacute;rio ver notas de R$ 100 do que de R$ 1.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

nbsp;

Novas notas em maio
Algumas notas da nova fam iacute;lia do real j aacute; poder atilde;o vir a fazer parte da vida dos brasileiros a partir do pr oacute;ximo dia 20 de maio. O Banco Central estuda a introdu ccedil; atilde;o do novo dinheiro entre o dia 20 de maio e a primeira semana de junho.
Pela programa ccedil; atilde;o divulgada no in iacute;cio de fevereiro, as novas notas de R$ 100 e R$ 50 deveriam ser distribu iacute;das no primeiro semestre; as de R$ R$ 20 e R$ 10, no segundo semestre deste ano; e as de R$ 5 e de R$ 2 s oacute; em 2012.

lt;galeria / gt;

TOPO