Copagril – Compras no Site
Geral

PM fará campanha sobre uso de cadeirinhas

Resta em torno de um m ecirc;s para os propriet aacute;rios de ve iacute;culos se adequarem agrave; Resolu ccedil; atilde;o 277 do Conselho Nacional de Tr acirc;nsito (Contran), que refor ccedil;a a obrigatoriedade do uso de cadeirinha para o transporte de crian ccedil;as. Tendo em vista a imin ecirc;ncia da cobran ccedil;a, a terceira Companhia da Pol iacute;cia Militar (PM) de Marechal C acirc;ndido Rondon vai promover uma campanha de conscientiza ccedil; atilde;o a partir da segunda quinzena de maio. A informa ccedil; atilde;o eacute; do capit atilde;o Jos eacute; Osmar Novach, o qual informa que ser atilde;o promovidas blitze de conscientiza ccedil; atilde;o em frente a escolas do munic iacute;pio, onde se concentra grande parte do p uacute;blico-alvo. ldquo;Vamos orientar as pessoas sobre a necessidade da cadeirinha, pois trata-se de um item de seguran ccedil;a de uso obrigat oacute;rio rdquo;, ressalta.
Posteriormente, a partir do dia 09 de junho a inten ccedil; atilde;o eacute; que a PM passe a promover blitze para cobrar o uso do dispositivo de reten ccedil; atilde;o (cadeirinha), que deve ser adequado para cada crian ccedil;a.
Segundo a autoridade policial, o uso da cadeirinha sempre foi exigido para crian ccedil;as at eacute; quatro anos. ldquo;O que muda eacute; que agora passa a ser exigido o uso do dispositivo para crian ccedil;as at eacute; sete anos e meio rdquo;, explica.
Al eacute;m disso, deve ser observado o uso do tipo de assento adequado para cada idade, considerando ainda tamanho e peso. O beb ecirc; conforto eacute; indicado para crian ccedil;as de at eacute; um ano de idade; a cadeirinha, para pessoas entre um e quatro anos de idade; e o ldquo;booster rdquo;, para crian ccedil;as entre quatro e pelo menos sete anos e meio. Detalhes podem ser conferidos no site www.criancasegura.org.br, clicando na aba ldquo;Dicas de preven ccedil; atilde;o rdquo;, escolhendo a op ccedil; atilde;o ldquo;Carro rdquo; e clicando no link ldquo;Guia da Cadeirinha rdquo;.
O condutor deve optar por cadeirinhas que sigam os par acirc;metros de seguran ccedil;a e normas de fabrica ccedil; atilde;o do InMetro, que emite o selo fixado ao produto. N atilde;o devem ser reutilizadas cadeirinhas que j aacute; estiveram em um acidente de carro.

Seguran ccedil;a
Conforme o capit atilde;o, a resolu ccedil; atilde;o eacute; de 2008, sendo que est aacute; em vigor h aacute; quase dois anos, que foi o prazo estipulado para a divulga ccedil; atilde;o das novas exig ecirc;ncias. ldquo;No ano passado as novas normas foram propagadas na regi atilde;o por ocasi atilde;o da realiza ccedil; atilde;o da campanha da Semana Nacional do Tr acirc;nsito, ocasi atilde;o em que foram distribu iacute;dos milhares de panfletos explicativos rdquo;, lembra.
De acordo com Novach, infelizmente, cerca de dois meses ap oacute;s a realiza ccedil; atilde;o da campanha, uma crian ccedil;a morreu em acidente em Marechal Rondon, em raz atilde;o de n atilde;o estar devidamente presa ao cinto da cadeirinha, raz atilde;o pela qual teria sido jogada para fora do ve iacute;culo. ldquo;N atilde;o basta ter a cadeirinha, ela precisa ser usada de forma correta. O condutor eacute; respons aacute;vel pela seguran ccedil;a dos demais integrantes do ve iacute;culo rdquo;, orienta, ressaltando que n atilde;o se deve deixar a cargo da crian ccedil;a fixar as al ccedil;as do dispositivo.
Outra observa ccedil; atilde;o do policial militar diz respeito agrave; frequ ecirc;ncia de uso do item de seguran ccedil;a. ldquo;Ele deve ser usado sempre, pois a maioria dos acidentes acontece no per iacute;metro urbano, durante deslocamentos curtos. Al eacute;m disso, dentre os acidentes registrados na cidade, os de maior gravidade geralmente s atilde;o aqueles em que a pessoa ficou desatenta ou desprotegida pelo n atilde;o uso de equipamentos de seguran ccedil;a rdquo;, exp otilde;e.
Crian ccedil;as at eacute; os dez anos devem ser transportadas no banco de tr aacute;s, com o uso do cinto de seguran ccedil;a de tr ecirc;s pontos.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Motos
Outra preocupa ccedil; atilde;o da pol iacute;cia diz respeito agrave;s motocicletas. ldquo;Somente podem ser transportadas em motocicletas crian ccedil;as a partir de sete anos e que estejam usando equipamento de seguran ccedil;a como o capacete rdquo;, enfatiza. O cumprimento da legisla ccedil; atilde;o sobre este tipo de ve iacute;culo tamb eacute;m dever aacute; ser alvo de blitze a partir de junho.
De acordo com o artigo 168 do C oacute;digo de Tr acirc;nsito Brasileiro, a multa prevista para quem descumpre as normas para o transporte de crian ccedil;a eacute; R$ 191,54, al eacute;m de sete pontos na Carteira Nacional de Habilita ccedil; atilde;o.

nbsp;

M atilde;e afirma que vale o investimento
Independente do valor que pagou na cadeirinha para a filha Isabella Cec iacute;lia, a coordenadora educacional Daniele Eckert, de Marechal C acirc;ndido Rondon, acredita ter feito um investimento. A crian ccedil;a, que tem dois anos, eacute; acostumada a ser posicionada na cadeirinha, j aacute; que est aacute; na segunda. ldquo;J aacute; tive que comprar duas, na uacute;ltima paguei em torno de R$ 500, mas penso que vale o investimento rdquo;, afirma a m atilde;e.
Os pre ccedil;os variam no mercado, mas ela preferiu um produto de alta qualidade e conferiu, na hora da compra, a presen ccedil;a do selo do Inmetro. ldquo;A gente quer proteger ao m aacute;ximo a crian ccedil;a, porque um filho eacute; o bem de maior valor na nossa vida rdquo;, declara.
Do ponto de vista dela, o fato da crian ccedil;a ser transportada no dispositivo oferece mais seguran ccedil;a para quem est aacute; dirigindo. ldquo;Assim, elas n atilde;o ficam soltas e em risco. Eacute; mais seguro para ela e para mim rdquo;, diz a condutora.

lt;galeria / gt;

TOPO