Pref. Pato Bragado – Dengue 2019
Geral

Sacolas retornáveis ganham cada vez mais adesão

Diretor do Departamento de Política Ambiental, Luiz Alberto Trentin (Sassá), com a sacola retornável: No município de Xanxerê (SC) o uso da sacola plástica já foi abolido (Foto: Maria Cristina Kunzler)

Um munic iacute;pio que se preocupa com o meio ambiente est aacute; garantindo um lugar melhor para se viver para as futuras gera ccedil; otilde;es. Pensando nisso, a Prefeitura de Marechal C acirc;ndido Rondon, por interm eacute;dio das secretarias de Agricultura e Pol iacute;tica Ambiental e Educa ccedil; atilde;o, implantou no munic iacute;pio o programa ldquo;Lixo Zero – Contagem Regressiva rdquo;, com o qual pretende desenvolver diversas a ccedil; otilde;es em prol do meio ambiente.
A iniciativa foi desenvolvida pelos gestores de educa ccedil; atilde;o ambiental Cel iacute;ria Smaniotto Canabarro (da Educa ccedil; atilde;o) e Luiz Alberto Trentin (Sass aacute;) (Meio Ambiente), juntamente com Pessoas que Aprendem Participando (PAP 3), e conta com total apoio do prefeito Moacir Froehlich, do vice-prefeito Silvestre Cottica, e dos secret aacute;rios municipais Jaimer Tasso e Marta Bendo. Integram a parceria do programa a Itaipu Binacional e Conselho de Desenvolvimento dos Munic iacute;pios Lindeiros ao Lago de Itaipu.
Dentre uma das a ccedil; otilde;es do projeto est aacute; a confec ccedil; atilde;o de sacolas retorn aacute;veis, elaboradas a partir de algod atilde;o cru, que eacute; um produto n atilde;o poluente. Para o Dia das M atilde;es, em duas escolas municipais os alunos personalizaram as sacolas e entregaram como presente para suas m atilde;es. Um supermercado rondonense, que tamb eacute;m apoia a iniciativa, j aacute; aderiu ao projeto e fez a distribui ccedil; atilde;o do material, sendo que outras empresas est atilde;o solicitando informa ccedil; otilde;es. ldquo;Pelo que o supermercado nos repassou, as sacolas est atilde;o sendo bem utilizadas rdquo;, afirma o diretor do Departamento de Pol iacute;tica Ambiental, Luiz Alberto Trentin (Sass aacute;).

Preocupa ccedil; atilde;o da comunidade
Sass aacute; comenta que j aacute; est aacute; percebendo uma preocupa ccedil; atilde;o maior da comunidade em rela ccedil; atilde;o agrave;s sacolas pl aacute;sticas. Este material eacute; considerado grav iacute;ssimo, por ser um dos maiores poluentes do meio ambiente. Isto porque leva-se em torno de 400 anos para que ocorra a degrada ccedil; atilde;o. Por ano, estima-se que 18 bilh otilde;es de sacolas pl aacute;sticas sejam distribu iacute;das no Brasil. ldquo;No munic iacute;pio de Xanxer ecirc; (SC) o uso da sacola pl aacute;stica j aacute; foi abolido rdquo;, revela o rondonense.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Projeto dispon iacute;vel
Segundo o diretor do Meio Ambiente, o projeto foi elaborado pela prefeitura, mas est aacute; dispon iacute;vel para toda e qualquer empresa interessada em confeccionar a sacola retorn aacute;vel. Neste caso, sugere Sass aacute;, a empresa pode buscar aux iacute;lio financeiro junto a fornecedores para produzir o material, pois a logomarca dos apoiadores da iniciativa pode ser estampada na sacola. ldquo;Os interessados em obter ou conhecer um pouco mais do projeto podem entrar em contato com o Departamento de Pol iacute;tica Ambiental, por meio do telefone (45) 3284-8843 rdquo;, menciona.

ldquo;Lixo Zero rdquo;
O programa ldquo;Lixo Zero – Contagem Regressiva rdquo; tamb eacute;m prev ecirc; outras importantes a ccedil; otilde;es, como a educa ccedil; atilde;o ambiental voltada a alunos de 3 ordf; e 4 ordf; s eacute;rie. ldquo;Outra a ccedil; atilde;o eacute; desenvolver nos bairros Jardim L iacute;der e no Santo Amaro um projeto-piloto que envolver aacute; educa ccedil; atilde;o ambiental, separa ccedil; atilde;o de res iacute;duos dom eacute;sticos e coleta seletiva rdquo;, conclui.

TOPO