Geral

Soja transgênica é a opção da maioria dos agricultores

Engenheiros agrônomos da Copagril, Edimar Oswald e Genésio Seidel: Se houver redução de chuva no final do ano, a opção ao produtor é o escalonamento de variedade e da época de plantio (Foto: Maria Cristina Kunzler)

Os agricultores de Marechal C acirc;ndido Rondon j aacute; est atilde;o se programando para a safra de ver atilde;o 2010/2011. Muitos est atilde;o se planejando, ao fazer a reserva das sementes. A medida eacute; importante para o produtor, que garante a aquisi ccedil; atilde;o da semente que tem inten ccedil; atilde;o de cultivar, e para a empresa, que consegue comprar o produto em tempo h aacute;bil.
Na Copagril, cerca de 60% dos produtores j aacute; fizeram o pedido com a inten ccedil; atilde;o de plantio, especialmente de soja. A informa ccedil; atilde;o eacute; dos engenheiros agr ocirc;nomos Edimar Oswald e Gen eacute;sio Seidel. ldquo;Com rela ccedil; atilde;o ao milho ainda n atilde;o h aacute; algo claro sobre o que o produtor est aacute; querendo plantar. Em conversa com alguns agricultores, a primeira perspectiva que estamos tendo eacute; que a aacute;rea cultivada com a cultura deve ser a mesma do ano passado. Por eacute;m, como no ano passado houve uma redu ccedil; atilde;o muito grande, de cerca de 20% dentro da nossa aacute;rea de atua ccedil; atilde;o no munic iacute;pio, sendo uma das menores aacute;reas dos uacute;ltimos anos, esperamos que haja um pequeno aumento este ano rdquo;, mencionam.
A expectativa existe tamb eacute;m porque a bacia leiteira, a suinocultura e a avicultura s atilde;o atividades importantes no munic iacute;pio e que utilizam o milho para o consumo dos animais. ldquo;Por isso que achamos que n atilde;o deve haver mais redu ccedil; atilde;o na aacute;rea cultivada com a cultura rdquo;, comentam os profissionais.

Sementes
No quesito variedades, os agricultores est atilde;o cada vez mais exigentes, os quais observam os resultados, inclusive aproveitando a realiza ccedil; atilde;o dos dias de campo, de acordo com constata ccedil; atilde;o dos engenheiros agr ocirc;nomos. ldquo;Dificilmente o produtor faz o pedido de semente sem que questione qual a variedade que foi melhor. Na quest atilde;o gen eacute;tica ele est aacute; realmente procurando sempre pelas melhores variedades e que tenham tido os melhores resultados no campo rdquo;, explicam.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Soja transg ecirc;nica
Segundo dados disponibilizados pelo escrit oacute;rio de Toledo do Departamento de Economia Rural (Deral), nos munic iacute;pios de atua ccedil; atilde;o do oacute;rg atilde;o, na safra 2009/2010, a soja transg ecirc;nica foi op ccedil; atilde;o de 60% dos agricultores, enquanto que os outros 40% restantes optaram por cultivar a soja convencional.
Para os engenheiros agr ocirc;nomos da Copagril, pela reserva de sementes possivelmente pode haver um aumento na aacute;rea cultivada com a soja transg ecirc;nica na safra 2010/2011. Mas eles ressaltam que este eacute; um quadro atual e que pode sofrer altera ccedil; atilde;o ainda. ldquo;Acreditamos que algo em torno de 65% a 70% dos nossos agricultores v atilde;o optar pela soja transg ecirc;nica e 30% a 35% pela convencional. Isso eacute; o que est aacute; sendo demonstrado no momento. Como quem optou pela variedade convencional recebeu o pagamento de um b ocirc;nus, ainda temos uma aacute;rea significativa de soja convencional, sen atilde;o com certeza esta variedade estaria quase fora de mercado rdquo;, apontam.

Custo de produ ccedil; atilde;o
Em rela ccedil; atilde;o aos custos de produ ccedil; atilde;o, pelos primeiros levantamentos feitos pode at eacute; haver uma redu ccedil; atilde;o geral. A maior preocupa ccedil; atilde;o eacute; no que se refere aos fertilizantes, pois o pre ccedil;o pode ser reajustado em fun ccedil; atilde;o da oscila ccedil; atilde;o do d oacute;lar nos uacute;ltimos dias. ldquo;O que eacute; certo eacute; que a semente est aacute; mais barata em rela ccedil; atilde;o ao ano passado e em um percentual bastante consider aacute;vel. Os defensivos possivelmente ser atilde;o um pouco mais em conta, mas n atilde;o temos os n uacute;meros exatos, porque ainda est aacute; muito cedo. O custo de produ ccedil; atilde;o geral ou vai ficar como no ano passado ou quem sabe um pouco menor do que em 2009 rdquo;, revelam Edimar e Gen eacute;sio.

La Ni ntilde;a
As previs otilde;es meteorol oacute;gicas indicam que o El Ni ntilde;o j aacute; est aacute; chegando ao fim e o final do ano pode ser caracterizado pela falta de chuva, principalmente nos meses de novembro, dezembro e janeiro. No entanto, isso n atilde;o necessariamente significa uma quebra de produtividade, porque mesmo com menor quantidade de chuva, se ela for bem distribu iacute;da, a produ ccedil; atilde;o pode ser boa. Mas de certa forma, a preocupa ccedil; atilde;o existe.
ldquo;Se houver a redu ccedil; atilde;o de chuva no final do ano, a op ccedil; atilde;o por milho pode ser interessante, porque o produtor pode antecipar a semeadura para setembro e at eacute; dezembro a produ ccedil; atilde;o j aacute; est aacute; definida e garantida, enquanto que com a soja a produtividade depende de dezembro, janeiro e fevereiro para ser definida. Outra alternativa do produtor eacute; n atilde;o depender de uma cultura apenas, e para fugir da queda de produ ccedil; atilde;o, a op ccedil; atilde;o eacute; o escalonamento de variedade e da eacute;poca de plantio rdquo;, concluem os profissionais da Copagril.

nbsp;

B ocirc;nus: incentivo agrave; soja convencional
Na Agr iacute;cola Horizonte tamb eacute;m j aacute; est aacute; havendo procura por sementes, tendo em vista que anualmente eacute; nesta eacute;poca que come ccedil;am as programa ccedil; otilde;es da safra de ver atilde;o. Na empresa, os iacute;ndices de soja transg ecirc;nica devem ser os mesmos do ano passado, sem grandes altera ccedil; otilde;es: a variedade foi a op ccedil; atilde;o de cerca de 55% dos produtores.
ldquo;Teria uma tend ecirc;ncia de aumento de transg ecirc;nico, mas como os produtores receberam no ano passado e retrasado um b ocirc;nus para cultivar a soja convencional, provavelmente esta medida deve continuar este ano, at eacute; porque o mercado europeu ainda valoriza o convencional. Isso tem animado os agricultores a manter esta op ccedil; atilde;o de plantio rdquo;, analisa o gerente comercial da Agr iacute;cola Horizonte, Valdair Schons.
Referente ao milho, o profissional acredita que a aacute;rea cultivada com a cultura ter aacute; mais uma redu ccedil; atilde;o em fun ccedil; atilde;o do pre ccedil;o. ldquo;Se fosse ter que plantar hoje o milho, haveria uma grande redu ccedil; atilde;o, mas at eacute; setembro a outubro pode acontecer alguma mudan ccedil;a e o governo deve comprar o produto rdquo;, menciona.
J aacute; sobre os custos de produ ccedil; atilde;o, Valdair diz que a expectativa eacute; de que haja uma queda no valor. Por eacute;m, ele enfatiza que o mercado do agroneg oacute;cio eacute; muito inst aacute;vel. ldquo;Se o d oacute;lar continuar nos iacute;ndices entre R$ 1,70 e R$ 1,80, e se n atilde;o houver outras interfer ecirc;ncias, o custo de produ ccedil; atilde;o pode ter uma leve queda. Mas dependemos de v aacute;rios fatores rdquo;, declara o gerente comercial da empresa.

TOPO