Geral

Tribunal confirma sentença de prisão de Berlusconi

Divulgação
Berlusconi foi condenado a quatro anos de prisão por fraude fiscal quando era primeiro-ministro

O Tribunal de Cassação da Itália confirmou a sentença de prisão do ex-premiê italiano Silvio Berlusconi por fraude fiscal. Os cinco juízes da suprema corte italiana rejeitaram a apelação do magnata no chamado caso Mediaset. A pena de quatro anos, reduzidos para um ano por conta de uma anistia, havia sido imposta por um tribunal inferior.

Essa é a primeira condenação definitiva de Berlusconi em pelo menos duas dezenas de julgamentos por acusações que vão de fraude fiscal a sexo com uma prostituta menor de idade. Apesar da condenação, ele não deve ir preso por conta de sua idade avançada, 76 anos. O tribunal de cassação também ordenou uma revisão judicial da decisão de banir Berlusconi permanentemente da vida pública, imposta no mesmo julgamento.

Temor de crise

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Políticos da Itália estão em xeque diante de um veredicto que pode causar uma crise na instável coalizão entre esquerda e direita do governo de Enrico Letta e repercutir em toda a zona do euro. Há o temor de que Berlusconi retire o apoio ao governo. Berlusconi, um bilionário magnata da mídia que foi por quatro vezes primeiro-ministro italiano, diz ser implacavelmente perseguido por juízes esquerdistas que tentam “subverter a democracia” desde que ele entrou para a política em 1994.

TOPO