Marechal

Desembargador realiza correição no Cartório Eleitoral

Joni Lang/OP

Corregedor do TRE-PR, desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, sobre a revisão biométrica: É muito provável que para as próximas eleições não tenha esse sistema funcionando aqui, mas pode saber que dentro em breve esse tipo de providência será uma realidade em todo o território nacional

Autoridades políticas, judiciais e militares da Comarca de Marechal Cândido Rondon prestigiaram, na tarde de ontem (10), a correição extraordinária realizada pelo corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, ao Cartório Eleitoral da 121ª Zona Eleitoral.

O desembargador esteve acompanhado por dois assessores correcionais que procederam a verificação de todos os trabalhos realizados pelo Cartório Eleitoral, cujo chefe é Fábio Gealh, constatando que os trabalhos estão a contento. Verificamos processos em andamento, representações que aconteceram e também verificamos os sistemas que devem ser alimentados, como exemplo a suspensão dos direitos políticos, por conta de condenação criminal, situações como multas que devem ser consignadas, pois o postulante que não estiver quite com multa não pode se candidatar. Nós analisamos todo o trabalho desenvolvido no Cartório Eleitoral, afirma.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Keppen iniciou as correições no mês passado e está percorrendo comarcas do Paraná. Hoje (11) ele desempenha o trabalho no Cartório Eleitoral de Santa Helena. O objetivo da corregedoria é orientar. Caso a gente perceba que existe uma situação de ilegalidade ou coisa que o valha, é promovido o procedimento administrativo disciplinar punitivo. Até agora encontramos bons profissionais, pessoas que trabalham a contento da Justiça Eleitoral, salienta.

 

Leia a matéria completa na edição impressa de hoje

TOPO