Municípios Após série de obras

Aeroporto de Toledo é reaberto

Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho recebeu uma série de melhorias: liberação dos voos comerciais da Azul agora só depende de questões burocráticas (Fotos: Fabio Ulsenheimer)

O Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho, de Toledo, está recebendo, desde sábado (21), voos particulares em sua pista. A retomada foi possível devido ao término de algumas obras. A liberação dos voos comerciais da Azul agora só depende de questões burocráticas.

O aeroporto foi fechado dia 16 de abril de 2018, quando a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) recebeu a informação de que passaria por reformas. O tempo estipulado para essas obras venceu na última sexta-feira (20). Segundo o gestor do aeroporto, Luciano Puzzi, como não houve a necessidade de prorrogação de prazo, a Anac entende que o funcionamento está liberado.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Ele relata que para a liberação dos voos foi providenciado o cercamento do aeroporto, finalizado no último dia 13. A pista de acesso aos hangares novos (as taxiway) foi concluída pela Empresa Municipal de Desenvolvimento Rural e Urbano de Toledo (Emdur) na última quarta-feira (18). Também ficou pronto o balizamento (as luzes para operação noturna).

Puzzi explica que “como as obras dos hangares não estão todas concluídas, foi providenciado o cercamento para evitar o acesso de pessoas não autorizadas na pista e aumentar os índices de segurança no perímetro”.

 

Vistoria

Na quinta (19) e sexta-feira foram realizados procedimentos de rotina para a averiguação das condições do aeroporto para a liberação dos voos da aviação em geral, que incluem os voos particulares. “Verificamos se todo o perímetro do aeroporto estava em conformidade com os padrões de segurança e cumprindo as exigências da Anac”, salienta o gestor.

 

Funcionamento

No sábado pela manhã houve dois voos da Força Aérea Brasileira, que utilizaram o espaço para o transporte de órgãos. As aeronaves de empresas locais que estavam provisoriamente utilizando o aeroporto de Cascavel puderam retornar à base de Toledo. Ao todo, dez empresas de Toledo já possuem concessão de hangares no aeroporto.

 

Azul

Quanto aos voos comerciais da empresa Azul, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, por meio da gestão do aeroporto, informa que o próximo passo é a entrega de toda a documentação referente às obras realizadas, estrutura de segurança, documentação e o que for necessário para certificar o aeroporto de Toledo junto à Anac.

A previsão é que toda essa documentação seja protocolada em até dois meses. Caberá à Agência Nacional de Aviação analisar o conteúdo dos documentos e fazer as verificações necessárias para a liberação dos voos comerciais em Toledo.

Com assessoria

 

TOPO