Ford Ranger e Ecosport Set/2020
Copagril – Compras no Site
Municípios Cascavel e Rondon

Com medo de que “brincadeira” que circula nas redes sociais chegue à região, pais fazem alerta

Foto ilustrativa

Pais estão alertando outros pais sobre uma “brincadeira” que estaria chegando às instituições de ensino da região Oeste do Paraná.

Nos vídeos que circulam no WhatsApp é possível ver como funciona a “pegadinha”, que pode trazer sérias consequências “às vítimas”.

Casa do Eletricista – GENCO

A ação ocorre quando duas pessoas agem de forma combinada dando uma espécie de rasteira em uma a terceira pessoa, que não sabe do ato, enquanto ela dá um pulo e fica sem os pés apoiados ao piso.

Com a projeção das pernas a terceira pessoa perde todo o equilíbrio e acaba caindo de costas, muitas vezes batendo a bacia, as próprias costas e até a cabeça no chão.

Nos vídeos divulgados é possível ver a força com que as vítimas da pegadinha acabam atingindo o piso, muitas vezes se machucando.

A “brincadeira” de mau-gosto estaria sendo realizada em muitas escolas Brasil afora e, com a ampla divulgação dos vídeos, chegou até muitos pais de municípios da região Oeste do Paraná, como Cascavel e Marechal Cândido Rondon, que estão demonstrando preocupação.

 

Não é fake, mas não aconteceu na semana passada

A tal “brincadeira”, conhecida como “roleta russa”, viralizou nesta semana nas redes sociais após uma notícia dando conta de que uma menina de 16 anos teria morrido em Mossoró, no Rio Grande do Norte, depois de sofrer traumatismo craniano ao cair por causa da tal “brincadeira”. Contudo, apesar da notícia não ser fake news, o fato não aconteceu nesta semana.

 

O Presente com CGN e Bem Paraná

 

Clique e participe do nosso grupo do Whatsapp

TOPO