Municípios Quatro Pontes

“Fui eleita e vou mostrar que sou capaz”, diz vereadora Nelsi Neitzke

Ocupando cadeira no Legislativo de Quatro Pontes no lugar da ex-vereadora Vilma Karkow, Nelsi Neitzke (PPS) diz que batalhará pela população, com um olhar especial para a terceira idade

Vereadora Nelsi afirma que esta primeira semana será de muita observação, estudo e aprendizado para entender como é estar do outro lado, como vereadora e não apenas como cidadã

Um dia em meio às flores e no outro em meio aos vereadores. Em menos de uma semana, a realidade da agora vereadora Nelsi Neitzke (PPS), de Quatro Pontes, se transformou completamente. Até então, a moradora do município de pouco mais de quatro mil habitantes trabalhava em uma floricultura da cidade e era figura conhecida entre os frequentadores da loja, porém, não imaginava que seu nome passaria a figurar entre as cadeiras do Legislativo desde ontem (09).

Com a renúncia de Vilma Karkow, também do PPS, à cadeira que ocupava na Câmara de Vereadores anunciada no início deste mês, Nelsi, eleita suplente em 2016 com 123 votos, assumiu ontem o cargo deixado por Vilma. “Foi uma notícia que deixou todos muito surpresos, especialmente eu porque nunca imaginei que a Vilma deixaria a cadeira dela na Câmara me dando essa oportunidade de ser vereadora”, revelou à reportagem de O Presente. “Será uma experiência totalmente nova”, ressalta.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

Segunda eleição

Apesar de não ter carreira na política, a eleição de 2016, no entanto, não foi a primeira candidatura da nova vereadora quatro-pontense. Em 2012, pelo PMDB, Nelsi também se candidatou ao cargo, mas os 72 votos válidos conquistados foram suficientes apenas para que ela ficasse como suplente e, no período, não assumisse nenhuma cadeira na Casa de Leis. “Na época eu era coordenadora do Clube de Idosos e eles acreditavam muito em mim, no meu trabalho e me incentivaram a me candidatar, para que eu pudesse ajudá-los ainda mais como vereadora, com projetos mais específicos para a terceira idade”, explica ela.

Mesmo afirmando ter um olhar especial para o público da terceira idade de Quatro Pontes, que foi o principal motivador para sua entrada na política, Nelsi diz que se propôs a ser vereadora para ajudar toda a população quatro-pontense. “Já trabalhei por muitos anos com os idosos então tenho, sim, um carinho especial por eles. Por outro lado, como vereadora, é meu papel olhar para toda a população e para todas as áreas que precisam ser atendidas”, reafirma.

Do outro lado

Nelsi explica que sua participação como cidadã nas sessões da Câmara de Quatro Pontes já foi maior do que nos últimos tempos, no entanto, sabe o funcionamento do Legislativo para um cidadão que cobra o trabalho dos vereadores em prol da sociedade. “Mas agora estarei do outro lado, serei cobrada. Ainda não tenho contato com nenhum vereador e nunca ocupei cargo político, então esta primeira semana será de muita observação, estudo e aprendizado para entender como é estar do outro lado, como vereadora e não apenas cidadã”, afirma. “As expectativas são muito positivas, mas preparado acredito que ninguém se encontraria com uma surpresa como essa. Vou batalhar porque quero trabalhar pela população de Quatro Pontes. Não tenho medo, fui eleita e vou mostrar que sou capaz”, enaltece a vereadora.

Diálogo

Filiada ao PPS, Nelsi entra para o grupo de oposição ao Executivo quatro-pontense, que hoje é minoria no Legislativo municipal. Entretanto, ela já adianta que, independente de bandeiras partidárias, buscará executar um trabalho de diálogo com os demais vereadores, bem como junto ao prefeito e vice-prefeito, para que a população do município seja beneficiada. “Penso que, passada a campanha e a eleição, a questão partidária deve ser deixada de lado, até porque tenho eleitores dos dois lados e preciso trabalhar em prol da cidade”, argumenta.

TOPO