Ford Ranger 2021 + Territory
Copagril – Compras no Site
Municípios Atividades remotas

Itaipu e Lindeiros organizam formação on-line na região com 210 gestores de educação ambiental

(Fotos: Divulgação)

O Programa de Educação Ambiental da Itaipu Binacional por meio do Convênio Linha Ecológica: Educação Ambiental e Cultura, uma parceria com o Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu desenvolve estratégias para continuar com atividades previstas para o território e, ao mesmo tempo, manter as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde para o enfrentamento à pandemia da Covid-19.

Para dar sequência ao processo de formação previsto para 210 gestores municipais de educação ambiental (GMEA), foi preciso adaptar o que estava planejado. Desta forma o tema que seria abordado no primeiro encontro presencial foi subdividido em quatro momentos online. Foram disponibilizadas duas turmas, uma pela manhã e outra à tarde, visando atender o maior número possível de interessados.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

 

PROGRAMAÇÃO

O tema, Inteligência Emocional e Comunicação foi distribuído em da seguinte forma: dia 05 de maio – Auto regulação emocional; 12 de maio – Compaixão e apreciação; 19 de maio – Forças de caráter e valores; 26 de maio – Positividade e resiliência.

Os dois grupos de gestores de educação ambiental, do oeste do Paraná e da Bacia do Paraná 3 (BP3), receberam muito bem a proposta que foi lançada na quinta-feira dia 30 de abril, segundo Carmem de Lima, consultora pedagógica de educação ambiental do convênio Linha Ecológica: Educação Ambiental e Cultura.

 

O PRIMEIRO ENCONTRO

A primeira formação para os Gestores Municipais de Educação Ambiental do Oeste do Paraná e BP3 aconteceu no dia 05 de maio teve uma participação muito expressiva com 54 gestores pela manhã e 69 à tarde. “O conteúdo foi trabalhado de forma dinâmica e interativa pelo facilitador Henrique Bueno e o objetivo foi atingido dentro do previsto, conforme o gestor do Convênio Linha Ecológica: Educação Ambiental e Cultura, Mauri Schneider.
Avaliação positiva

“O conteúdo, Auto regulação Emocional, da formação de 2020, foi muito oportuno para o momento que estamos passando, principalmente decorrente do enfrentamento à Covid-19, que tem gerado ansiedade por não poder voltar ao trabalho”, destaca a Gestora de Educação Ambiental do município de Tupãssi, Andrieli Alves Da Silva Garcia.

A professora Luciana Graciano, dos gestores de educação ambiental do Instituto Federal do Paraná (IFPR), de Foz do Iguaçu, destaca que, “o curso Inteligência Emocional e Comunicação foi uma experiência transformadora. O tema trabalhado pelo professor Henrique Bueno fez todos nós participantes revermos pensamentos como inteligência emocional, empatia, ressignificação e gestão de sentimentos de forma muito positiva”.

 

CONTINUIDADE

Para a equipe de Educação Ambiental da Itaipu o momento é desafiador e de transpor as possibilidades de interação com os públicos externos utilizando a criatividade, garantindo que as ações tenham continuidade.

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO