Copagril
Municípios Proteína vegetal

Pulse Day ocorre em Cascavel nesta quinta e sexta-feira

O evento é destinado aos produtores, técnicos, estudantes e profissionais da cadeira de alimentação (Foto: Divulgação)

A Fundetec (Fundação para Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Cascavel), a Areac (Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos de Cascavel) e o Ibrafe (Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses) promovem nesta quinta (16) e sexta-feira (17), na Agrotec (BR-277, KM 572), em Cascavel, o Pulse Day. O evento, destinado aos produtores, técnicos, estudantes e profissionais da cadeira de alimentação, é uma oportunidade para conhecer um dos mercados que mais cresce no mundo. As Pulses, para quem não sabe, são as leguminosas secas, representadas no Brasil pelo feijão, a ervilha, a lentilha e o grão-de-bico. Além delas, grãos selecionados também serão apresentados no evento.

Segundo um dos organizadores do evento, o engenheiro agrônomo Airton Citolin, as pulses e os grãos selecionados são possibilidades reais de investimento para os agricultores e na maioria das vezes são bem mais rentáveis que os cultivos tradicionais. “São alternativas de cultivo com potencial grande para ser explorado. A nossa intenção é mostrar isso a campo e debater com os presentes sobre essas possibilidades”, disse. “A rotação de cultura é importante e várias opções rentáveis estarão em exposição no evento”, frisou.

Além disso, Airton citou que em recente relatório a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) recomenda a ingestão desses grãos na alimentação diária da população, o que faz com que haja ainda mais mercado para elas. “O mundo consome muita proteína vegetal, principalmente a Índia, mercado que o Brasil ainda não tem tanto espaço”.

Todas as pulses citadas anteriormente estão semeadas na Agrotec. Com relação aos grãos selecionados, os agricultores poderão ver a quinoa, chia, gergelim, girassol, pipoca, painço, alpiste e amendoim.

Já as palestras contarão com pesquisadores do Ibrafe, IAC (Instituto Agronômico de Campinas), Embrapa entre outras instituições. Os temas serão: colheita de pulses e grãos especiais; feijão outlook 2019; como conduzir lavouras especiais de feijão no Paraná; Proteínas vegetais: o mundo está mudando e alta produtividade em feijões especiais.

 

Com assessoria 

TOPO