Copagril – Sou agro com orgulho
Policial

Laudo confirma que homem preso em Marechal Rondon transportava herbicida e não cocaína

Um homem de 57 anos, morador de Toledo, recebeu alvará de soltura da Justiça após ficar 21 dias preso na cadeia de Marechal Cândido Rondon acusado de transportar cocaína.

Um laudo pericial, realizado pela Polícia Científica do Paraná, indicou negativo para a droga.

Casa do Eletricista – Temporizador Jardim

O homem foi preso no dia 03 de agosto deste ano pela equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Quatro Pontes. Ele estava em uma caminhonete Hilux de Mundo Novo/ MS quando foi parado durante fiscalização na BR-163.

O acusado transportava herbicida comprado para uso pessoal, e levava para Toledo, porém três sacos pequenos encontrados no interior do veículo causaram desconfiança dos policiais e uma análise preliminar (narcoteste) realizada pelos agentes indicou que o pó branco que ele levava era cocaína. Ele foi preso em flagrante. Mesmo detido, o motorista negou ser cocaína e apresentou as notas fiscais de compra do produto utilizado para o controle de ervas daninhas.

Agora, com o resultado da perícia que comprovou não se tratar de droga, divulgado no dia 22, o advogado de defesa pediu a liberdade do cliente, que foi concedida pela justiça.

A família afirma que pretende entrar na justiça contra a União para reparar os danos morais e materiais sofridos pelo homem. Além disso, eles ainda lutam na justiça para recuperar o veículo apreendido que segue retido. "Ele ficou todo esse tempo inocentemente preso numa cela com capacidade para 25 presos, mas que tinha quase 100", contou o filho do homem.

Com informações Catve

TOPO