Copagril
Política

Candidatos a prefeito votam e mantêm otimismo para 2º turno em Curitiba

 

Reprodução

 

O clima é de otimismo entre os candidatos a prefeito de Curitiba. Até o começo da tarde deste domingo (02 de outubro) todos os oito concorrentes já haviam votado e agora ficam apenas aguardando o resultado das eleições, que deve ser divulgado até às 18h30 de hoje. É muito comum, inclusive, a Capital ser o primeiro município a divulgar a apuração.

O primeiro candidato a votar na manhã de hoje foi o petista e deputado estadual Tadeu Veneri. Ele chegou às 9 horas na Escola Estadual Nossa Senhora de Fátima, no bairro Tarumã, acompanhado da senadora e companheira de partido Gleisi Hoffmann.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Cerca de meia hora depois foi a vez de Requião Filho (PMDB) para votar no Colégio Júlia Wanderley, no Batel, acompanhado do pai, o senador Roberto Requião.

O colégio Júlioa Wanderley é o mesmo onde o candidado Rafael Greca (PMN) foi votar, por volta das 11 horas. O ex-prefeito de Curitiba (gestão 1993-1996) é o atual líder das pesquisas, de acordo com estudo do Ibope divulgado ontem, e se mantém bastante otimista. “Em queda após declarar que já vomitou com cheiro de pobre, ele afirmou que a frase “deu a chance de mostrar que sempre foi um militante do serviço social”. “É uma confusão que já passou”, disse o candidato. ““Eu continuo liderando. Não me derrubaram!”.

Já o candidato à reeleição Gustavo Fruet (PDT), favorito para chegar ao 2º turno contra Greca, chegou para votar na Unicuritiba, no Água Verde, às 9h45, acompanhado do candidato a vice Paulo Salamuni (PV) e da esposa Márcia Fruet. Ele foi um dos primeiros candidatos a se pronunciar neste domingo. Fruet foi ao microblog twitter onde demonstrou confiança na reeleição, pedindo o voto dos eleitores para que possa continuar o trabalho que vem fazendo.

Seu principal concorrente é Ney Leprevost (PSD), que foi votar no final desta manhã na Sociedade Operária Beneficente Esportiva Iguaçu, em Santa Felicidade, e se mostrou confiante e disse que tem certeza de que chegará no segundo turno.

Ainda durante a manhã, Xênia Mello (PSOL) deu entrevista em frente ao colégio Julia Wanderley, no bairro Batel, e afirmou que o papel de seu partido é promover o debate de temas que não são normalmente abordados nas eleições.Temos que falar o que as pessoas tem medo de falar por receio de perder voto ou por conta de uma estratégia política afirmou a candidata, ressaltando que, além da disputa pela prefeitura, o objetivo do PSOL é eleger um vereador em Curitiba.

Por fim, o candidato do PROS, Ademar Pereira, votou na Fundação de Ação Social no bairro Campo Comprido, enquanto Maria Victória, do Partido Progressista, foi a última a votar, no colégio Positivo Junior, no início da tarde deste domingo.

TOPO