Fale com a gente

Política Requerimentos

Carlinhos Silva busca repasse de trator a produtores da Vila Rural Santa Clara

Publicado

em

O vereador rondonense Carlinhos Silva é autor de requerimento aprovado durante sessão desta segunda-feira (Foto: Divulgação).

O vereador Carlinhos Silva é autor de requerimento aprovado durante sessão desta segunda-feira (23) do Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon.

Ele solicita ao deputado federal Dilceu Sperafico que procure destinar emenda parlamentar ao Município, visando a aquisição e repasse de um trator de pequeno porte, com implementos, para serem utilizados pelos moradores da Vila Rural Santa Clara.

“A Vila Rural decorre de um projeto social do Governo do Estado, sendo composta por famílias de baixa renda, que possuem pequenas áreas de terra para moradia e subsistência. Mas, para que o solo seja corretamente preparado, faz-se necessária a intervenção do poder público no sentido de disponibilizar os equipamentos para esta finalidade”, justifica o vereador.

Instalação de câmeras no complexo esportivo da Vila Gaúcha

Na mesma sessão o vereador apresentou sugestão para que a administração municipal instale câmeras de segurança no Complexo Esportivo Daniel Engelmann, da Vila Gaúcha.

“A medida faz-se necessária em razão do local ser alvo de vandalismo e até pequenos furtos, causando prejuízos à Municipalidade e transtornos para a comunidade local”, justifica.

Também em indicação, Carlinhos Silva cobra urgência na limpeza de todas as lixeiras instaladas na região central da cidade, além de reparos naquelas que apresentam alguma precariedade, em especial nas avenidas Rio Grande do Sul e Maripá.

Reativação do programa Tarifa Rural Noturna

Juntos os vereadores Carlinhos Silva e Dionir Briesch (Sargento Dionir) foram autores de requerimento aprovado na sessão desta segunda-feira. Eles solicitam ao Governo do Estado e aos deputados estaduais que intercedam pela retomada do Programa Tarifa Rural Noturna, encerrado em janeiro deste ano.

O programa garantia desconto de até 60% da tarifa sobre o consumo de energia elétrica em propriedades rurais no horário das 21h30 às 6 horas do dia seguinte. “O fim desse desconto gerou considerável aumento nos custos de produção e, consequentemente, diminuiu a lucratividade. Em alguns casos, tornou algumas atividades inviáveis, já que os produtores trabalhavam no limite entre a despesa e a receita”, lamentam Carlinhos Silva e Sargento Dionir.

Em 2022 foram beneficiados pelo programa 12.528 unidades consumidoras no Estado do Paraná, abrangendo diversos setores rurais.

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Copyright © 2017 O Presente