Ford/Abradif/Rodovel Ranger
Política Corrupção

Justiça aceita denúncia no caso dos pedágios e torna Richa e mais 32 em réus

Ex-governador Beto Richa (Foto: Divulgação ANPR)

O juiz da 23ª Vara Federal Criminal de Curitiba, Paulo Sergio Ribeiro, aceitou no fim de semana duas denúncias que o Ministério Público Federal (MPF) apresentou contra o ex-governador Beto Richa (PSDB) e outras 32 pessoas por corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no âmbito das duas fases da Operação Integração, que investigam suspeitas de delitos praticados nas relações entre o governo estadual e as concessionárias de pedágio no Paraná.
O magistrado acatou também o método adotado pelo MPF de dividir os denunciados, num total de 33 pessoas, em quatro núcleos – o político, o técnico, o de administradores das concessionárias e o de intermediadores de dinheiro em espécie.

Passam a responder na condição de réus, de ações penais derivadas das Operações Integração I e II, as seguintes pessoas:

  1. Aldair Wanderlei Petry
  2. Antônio Carlos Cabral de Queiroz
  3. Antonio Jose Monteiro da Fonseca de Queiroz
  4. Beatriz Luciana Ferreira Assini
  5. Carlo Alberto Bottarelli
  6. Carlos Alberto Richa
  7. Carlos Roberto Nunes Lobato
  8. Claudio Jose Machado Soares
  9. Davi Guedes Terna
  10. Deonilson Roldo
  11. Evandro Couto Vianna
  12. Ezequias Moreira Rodrigues
  13. Gustavo Mussnich
  14. Helio Ogama
  15. Hugo Ono
  16. Jackson Luiz Ramalho Seleme
  17. Joao Chiminazzo Neto
  18. João Marafon Júnior
  19. Jose Alberto Moraes Rego de Souza Moita
  20. Jose Alfredo Gomes Stratmann
  21. Jose Camilo Teixeira Carvalho
  22. Jose Juliao Terbai Junior
  23. José Richa Filho
  24. Leonardo Guerra
  25. Luiz Fernando Wolff de Carvalho
  26. Marcelo Stachow Machado da Silva
  27. Mario Cezar Xavier da Silva
  28. Maurício Eduardo Sá de Ferrante
  29. Nelson Leal Junior
  30. Ricardo Rached
  31. Ruy Sergio Giublin
  32. Sandro Antonio de Lima
  33. Silvio Rogério Marchiori

(Banda B)

TOPO